8 de janeiro na história da TV: em 2008, estreava o BBB 8; em 2013, o BBB 13


Confira os destaques do dia 8 de janeiro na história da televisão brasileira:

No dia 8 de janeiro de 1995, estreava o programa Xuxa Hits (Globo).

O quadro que ocupava os últimos blocos do Xuxa Park ganhou status de programa solo com reprises nos domingos, apenas no primeiro quadrimestre de 1995. Trazia os maiores sucessos da música brasileira, além de DJs, que agitavam o auditório. Foi extinto em 1997, quando a apresentadora lançou um similar, Planeta Xuxa, nas tardes de sábado. Xuxa Hits ainda inspirou uma canção do álbum 'Luz do meu Caminho'.



No dia 8 de janeiro de 1998, estreava a novela Do Fundo do Coração (Record).

Com autoria de Lilinha Víveros e Paulo Cabral, narrava a história de Camila (Valéria Alencar), uma moça pobre que enfrentava a vida em São Paulo, numa busca incansável pelo seu pai, o empresário Raul Castanheira (Adriano Reys). Conhecido por seu trabalho como ator, Alexandre Frota participou da produção como cinegrafista submarino. No elenco, Edwin Luisi, Lolita Rodrigues e Rubens Caribé.



No dia 8 de janeiro de 1999, terminava a minissérie O Auto da Compadecida (Globo).

Adaptação da obra homônima de Ariano Suassuna. As confusões de João Grilo (Matheus Nachtergaele) e Chicó (Selton Mello) conduziam a narrativa. No último episódio, morto pelo cangaceiro Severino (Marco Nanini), João Grilo recorre a Compadecida (Fernanda Montenegro), no céu, e volta à vida. No elenco, Denise Fraga, Diogo Vilela, Lima Duarte, Luís Melo, Maurício Gonçalves e Rogério Cardoso.



No dia 8 de janeiro de 2002, estreava a minissérie O Quinto dos Infernos (Globo).

Escrita por Carlos Lombardi, a trama satirizava a chegada de Carlota Joaquina (Betty Lago) e Dom João VI (André Mattos) ao Brasil, além da Independência do país. Chamou a atenção por conta da alta dose de erotismo, com Marcos Pasquim, intérprete de Dom Pedro, constantemente nu. Também participaram da produção Humberto Martins, Danielle Winits, Luana Piovani e Caco Ciocler.



No dia 8 de janeiro de 2006, terminava a série Clara e o Chuveiro do Tempo (Globo).

O amalucado Vô Teodoro (Flávio Migliaccio) partiu ao encontro de Napoleão Bonaparte (Osmar Prado), através de seu chuveiro do tempo, na tentativa de impedir que sua neta, Clara (Bianca Salgueiro) fosse reprovada em história no colégio. Ao longo da história - exibida durante quatro domingos -, a menina, com o auxílio de Vó Bila (Eva Wilma), resgata outras figuras históricas enquanto busca por Teodoro.



No dia 8 de janeiro de 2008, estreava o reality show Big Brother Brasil 8 (Globo).

Vencida pelo paulista Rafinha, numa apertada disputa com Gyselle, a temporada teve como prêmio a quantia de R$ 1 milhão. Entre os participantes, Thalita Lippi, filha dos atores Nádia Lippi e Ney Sant'Anna, que aturou posteriormente em novelas do canal. Também Natália Cassassola, famosa pelo estilo desbocado. E o psiquiatra Marcelo Arantes, que angariou antipatia da casa e do público.



No dia 8 de janeiro de 2009, estreava o programa Game Show (Record).

Exibida como parte do Hoje em Dia, a competição trazia provas de diversos tipos e era comandada pela dupla Celso Cavallini e Kelly Key. O matinal, na época, fazia sucesso com provas como a da "passarela", onde convidados atravessavam uma plataforma suspensa a muitos metros do chão. No primeiro semestre de 2009, o êxito determinou, inclusive, o "esticamento" do Hoje em Dia até o início da tarde.



No dia 8 de janeiro de 2010, terminava a novela Caras e Bocas (Globo).

Trama de Walcyr Carrasco, mostrava a história de um casal de amantes das artes plásticas, que enfrentavam diversos desafios para que pudessem ficar juntos. Separados por Jacques (Ary Fontoura), avô da moça, Daphne (Flávia Alessandra) e Gabriel (Malvino Salvador) se reencontram por intermédio de Bianca (Isabelle Drummond), filha dos dois. No elenco, Elizabeth Savala e Marcos Pasquim.



No dia 8 de janeiro de 2010, terminava a minissérie Dalva e Herivelto - Uma Canção de Amor (Globo).

As tumultuadas relações pessoais e profissionais da cantora Dalva de Oliveira e do compositor Herivelto Martins, ícones do samba-canção que tornaram públicas as suas desavenças através das músicas. Maria Adelaide Amaral escreveu e Dennis Carvalho dirigiu a produção de cinco capítulos; Adriana Esteves e Fábio Assunção - que cantou "de verdade" em cena - viveram o casal protagonista.



No dia 8 de janeiro de 2012, estreava o reality show Amazônia (Record).

Sob o comando do ator Victor Fasano, a competição reuniu 12 competidores conhecidos - como os ex-atletas Pampa (do vôlei), Marta Sobral (do basquete) e Tarso Marques (do automobilismo) - em uma disputa de provas em plena floresta amazônica. Sem eliminações, o projeto entregava o prêmio de R$ 1 milhão para comunidades ribeirinhas e fundações que propagam a sustentabilidade.



No dia 8 de janeiro de 2013, estreava o reality show Big Brother Brasil 13 (Globo).

Esta edição foi vencida pela mineira Fernanda Keulla, que faturou a soma de 1,5 milhão. Advogada, a moça fez sucesso posteriormente como apresentadora de TV, numa afiliada da Globo. O programa reuniu seis participantes de edições anteriores: Kléber "Bambam" (BBB 1) - substituído por Yuri (BBB 12) -, Dhomini (BBB3), Fani (BBB 7), Natália (BBB 8), Anamara e Elieser (BBB 10).



No dia 8 de janeiro de 2013, estreava a minissérie O Canto da Sereia (Globo).

Baseada no livro homônimo de Nelson Motta; escrita por George Moura, Patrícia Andrade e Sérgio Goldemberg. Em cena, um crime ocorrido em pleno carnaval de Salvador: a cantora Sereia (Isis Valverde) morre durante sua apresentação num trio elétrico. As investigações envolvem sexo e misticismo. Com Camila Morgado, Fabíula Nascimento, Gabriel Braga Nunes, João Miguel, Marcos Caruso e Marcos Palmeira.



Leia também