19 de janeiro na história da TV: em 2009, estreava Caminho das Índias



Confira os destaques do dia 19 de janeiro na história da televisão brasileira:

No dia 19 de janeiro de 1990, terminava a reapresentação de Brega & Chique em Vale a Pena Ver de Novo (Globo).

Encerrada em novembro de 1987, Brega & Chique foi resgatada em julho de 1989 nesta versão de 125 capítulos - originalmente, 173 - certamente amparada na repercussão de outro sucesso do autor Cassiano Gabus Mendes, Que Rei Sou Eu?, então em cartaz às 19h. No elenco, Marília Pêra, Marco Nanini, Glória Menezes, Dennis Carvalho, Raul Cortez, Cássio Gabus Mendes e Nívea Maria.

LEIA TAMBÉM: Nos 30 anos do último capítulo de Brega & Chique, os bastidores deste clássico das 19h!



No dia 19 de janeiro de 1996, terminava a novela A Idade da Loba (Band).

Escrita por Alcione Araújo e Regina Braga, a trama mostrava mulheres de meia-idade redescobrindo a vida, partindo da amizade de Valquíria (Betty Faria) e Irene (Ângela Vieira), apaixonadas pelo mesmo homem. Produzida pela TV Plus, e dirigida por Jayme Monjardim, 'Idade da Loba' contou ainda com Adriano Reys, Antônio Abujamra, Beth Goulart, Juca de Oliveira, Luís Carlos Arutin e Taumaturgo Ferreira.



No dia 19 de janeiro de 2001, terminava a novela Uga-Uga (Globo).

A obra de Carlos Lombardi mostrava a inusitada história de Tatuapu (Cláudio Heinrich), jovem loiro que foi criado por índios após um acidente aéreo na selva - e sua "reintegração" à sociedade. Destaque para os veteranos Lima Duarte e Nair Bello; para o casal Humberto Martins e Vivianne Pasmanter. Ainda, cenas de nudez ousadas para faixa, com nomes como Danielle Winits, Heitor Martinez e Marcos Pasquim.



No dia 19 de janeiro de 2001, terminava a primeira versão da novela Chiquititas (SBT).

Adaptada de uma trama argentina, a novela mostrava o cotidiano de crianças órfãs em uma instituição de caridade. Chegou ao fim após várias temporadas e o inevitável desgaste. Passaram pela produção nomes como Fernanda Souza, Bruno Gagliasso, Débora Falabella, Kayky Brito e Sthefany Brito. Flávia Monteiro, Aretha Oliveira e Pierre Bittencourt foram os únicos a participarem de todas as fases da novela.



No dia 19 de janeiro de 2001, terminava o programa infantil Disney Club (SBT).

Cao Hamburger, hoje autor de Malhação - Viva a Diferença, foi responsável pela formatação do programa: a ideia básica consistia em um grupo de crianças que monta uma emissora de TV pirata. Em exibição, claro, desenhos do estúdio Disney. O programa passou por diversas fases; foi convertido, na reta final, em Disney CRUJ e então remanejado para os sábados de manhã - antes, diário nos fins de tarde.



No dia 19 de janeiro de 2004, estreava a temporada 2004 de Malhação (Globo).

A fase de maior audiência da história da novela, escrita por Ricardo Hofstetter e direção-geral de Mário Márcio Bandarra e Roberto Vaz. Em cena, o desajustado Gustavo (Guilherme Berenguer) - riquinho, líder da Vagabanda - que se descobre apaixonado por Letícia (Juliana Didone), de família humilde. Marjorie Estiano despontou para o estrelato como Natasha, vilã da temporada.



No dia 19 de janeiro de 2009, estreava a novela Caminho das Índias (Globo).

A trama de Glória Perez retratava histórias de amor na exótica sociedade indiana. O casal inicialmente protagonista, Maya (Juliana Paes) e Bahuan (Márcio Garcia), acabou separado: a mocinha se acertou com Raj (Rodrigo Lombardi). Fizeram sucesso a ninfomaníaca Norminha (Dira Paes) e o esquizofrênico Tarso (Bruno Gagliasso); no elenco, Tony Ramos, Letícia Sabatella e Christiane Torloni.



No dia 19 de janeiro de 2016, estreava o reality show Big Brother Brasil 16 (Globo).

A edição, cuja participante de maior destaque foi a polêmica Ana Paula, deu o prêmio de R$ 1,5 milhão para a competidora Munik. A campeã era parceira de Ana Paula, que se destacou por ser salva num paredão falso, voltar para a casa escancarando as mentiras de seus opositores e beber em demasia nas festas - a ponto de perder as estribeiras e agredir o oponente Renan, episódio que rendeu sua expulsão.


Deixe sua opinião



Leia também

Novelas

Por onde anda Cecília Dassi, a Sandrinha de Por Amor

A garotinha Sandrinha conquistou o Brasil na primeira exibição de Por Amor, exibida entre 1997 e 1998 pela Rede Globo. Cecília Dassi, tinha apenas sete anos quando interpretou a personagem. Depois disso, ainda atuou em diversos papeis na Rede Globo, mas abandou a carreira na televisão