Todo mundo conhece o Jornal Hoje. Mas você sabia que a Globo já teve o Jornal Amanhã?





Todo mundo conhece o Jornal Hoje, isso é fato. Mas você sabia que a Globo já teve um noticiário chamado Jornal Amanhã?

O telejornal estreou em 19 de maio de 1975, substituindo o Jornal Internacional, sendo exibido de segunda a sexta, por volta de 22h40.


Márcia Mendes e Carlos Campbell foram os primeiros apresentadores do Jornal Amanhã

Inicialmente apresentado por Márcia Mendes e Carlos Campbell, o Amanhã era muito moderno para sua época, apostando em informalidade, característica que os telejornais priorizam nos dias atuais.

O telejornal era feito com duas câmeras TK-44 a cores, uma delas especialmente importada para o programa, posicionadas em "x", permitindo enquadrar os apresentadores ao mesmo tempo, o que não era comum na época. Uma das ideias iniciais era focalizar os jornalistas de corpo inteiro, mas não havia espaço suficiente no estúdio para isso.

O Amanhã tinha três blocos, enfocando tempo, gente e notícias nacionais e internacionais, com participação de repórteres como Lucas Mendes e Sandra Passarinho com reportagens enviadas via satélite. A atração tinha seções fixas como "Notícias de gente" e "Frases do dia".

Um ano após sua estreia, em maio de 1976, o Jornal Amanhã passou por algumas mudanças, ganhando duração de 30 minutos e exibição às 23h30. Também ganhou um novo cenário, igualmente inovador para a época.


Sérgio Chapelin apresentando o Jornal Amanhã em 1978

Em 1977, Sérgio Chapelin passou a apresentar o Jornal Amanhã, que também teve o comando de Leda Nagle, em 1979.

Em depoimento ao projeto Memória Globo, Ronan Soares, um dos editores do Jornal Amanhã, conta que, por ser exibido mais tarde, o telejornal mostrava reportagens que não iam ao ar no Jornal Nacional. "Eram matérias mais ousadas e críticas, portanto, mais vulneráveis à ação da censura", destacou.


Sérgio Chapelin apresentando o Jornal da Globo em 1979

O telejornal foi exibido até 30 de março de 1979, dando lugar ao Jornal da Globo, que está no ar até os dias de hoje, exceto após uma interrupção entre março de 1981 e agosto de 1982, quando foi sucedido pela segunda edição do Jornal Nacional.


Deixe sua opinião



Leia também

Novelas

Por onde anda Cecília Dassi, a Sandrinha de Por Amor

A garotinha Sandrinha conquistou o Brasil na primeira exibição de Por Amor, exibida entre 1997 e 1998 pela Rede Globo. Cecília Dassi, tinha apenas sete anos quando interpretou a personagem. Depois disso, ainda atuou em diversos papeis na Rede Globo, mas abandou a carreira na televisão