Por alto valor mensal, IURD arrenda ex-MTV Brasil e tem terceiro canal quase 24 horas


Comprado pelo Grupo Spring em 2014 junto ao Grupo Abril, que mantinha a MTV Brasil até o ano de 2013, o canal 32 de São Paulo prometia ser novamente de conteúdo próprio. Mas ficou só na promessa.

Desde esta segunda-feira (20), a Ideal TV, que está no ar desde o fim da MTV Abril, teve 22 horas de sua programação arrendada para a Igreja Universal do Reino de Deus. A agremiação de Edir Macedo tirou a Igreja Mundial do Poder de Deus, de Valdemiro Santiago, que arrendava 18 horas.



Agora, segundo apurou o TV História, a IURD pagará valor maior e ainda arrendará mais quatro horas, ficando 22 horas no ar, em esquemas parecidos com o que ocorre com a Rede 21, pertencente a Band, e a CNT, da família Martinez, canais cujo a IURD também arrenda o sinal.

O valor que será pago mensalmente é o mesmo que já se paga também para as duas outras emissoras: R$ 10 milhões por mês pelas 22 horas em todos os dias da semana - de domingo a domingo.

Com isso, a IURD passa a ter um gasto, somente com canais UHF, de R$ 30 milhões/mês. O valor se justifica por um motivo: os três têm alta penetração de sinal por todo o País e ajudam a angariar fiéis. No total ao ano, a IURD gastará com aluguel do sinal com as três redes nanicas cerca de R$ 330 milhões.

A CNT e a Ideal TV têm transmissão obrigatória nas principais operadoras do País por conta da lei da TV paga feita pela Ancine em 2012. Ela obriga as emissoras a transmitirem canais nacionais com conteúdo qualificado para tal - baseando-se na cobertura aberta de sinal.

Já a Rede 21, além de ter bom sinal UHF em várias regiões do Brasil, como a própria São Paulo, está presente nas quase 30 milhões de antenas parabólicas existentes pelo Brasil afora e em algumas operadoras de TV paga.

Ambos os canais não vendem 24 horas da programação porque é contra lei. Por isso, a Ideal TV ainda usará duas horas para transmitir conteúdo próprio. Na faixa das 14h30 às 15h30 e das 2h às 3h, serão mostrados o Jornal Ideal e o programa Entre Formigas e Gafanhotos.



O que chama a atenção é que nenhuma das emissoras divulga em sua programação nas TVs pagas que os programas são da IURD. No guia da NET, por exemplo, a programação da IURD é intitulada como produção independente na Ideal TV e CNT.

Mesmo proibida, a fiscalização frouxa e brechas na lei permitem estas práticas. O Ministério Público Federal, em 2014, chegou a investigar a CNT por burlar a lei, mas o inquérito foi arquivado no ano passado.

Quando comprou a concessão da antiga MTV Brasil, que ficou no ar entre 1990 e 2013, o Grupo Spring prometeu investir num novo canal próprio, que seria uma espécie de E! Entertainment brasileiro. A promessa ficou por isso mesmo, e, desde que assumiu a concessão, o canal apenas exibe programas da Ideal TV e conteúdo arrendado.


Deixe sua opinião


Leia também