Boato da saída de Schroder ganha força e funcionários da Globo fazem bolão


Há cerca de uma semana, um forte rumor na Globo aponta que seu diretor geral, Carlos Henrique Schroder, deve deixar o comando da emissora até o mês de agosto.



O rumor ganhou os noticiários de televisão depois que a revista Veja desta semana publicou uma nota sobre o assunto. No entanto, segundo apurou o TV História, o boato ganhou tanta força nos últimos dias que está sendo feito um bolão entre os funcionários do canal, principalmente da parte técnica da dramaturgia da emissora, que estão apostando dinheiro e palpitando quando o anúncio da saída de Schroder irá acontecer.

O tal bolão tem funcionado da seguinte forma: são apostas de R$ 10 a R$ 50 e quem acertar o dia e o mês ganha todo o valor. Já foram angariados quase R$ 300. Segundo o TV História apurou, famosos ainda não apostaram.

Schroder está na Globo desde 1982, quando entrou na RBSTV, afiliada da emissora no Rio Grande do Sul, onde começou como editor do Bom Dia Rio Grande. No final de 1984, foi convidado a assumir a produção do Jornal Hoje, então baseada no Rio de Janeiro.

Nessa época, participou do Centro de Produção de Notícia (CPN), onde editores, produtores e repórteres da TV Globo definiam como seriam as coberturas da emissora. Foi editor-chefe do Jornal Hoje, depois produtor e editor dos assuntos nacionais do Jornal Nacional, entre 1988 e 1989.

No final da década de 1990, passou a ocupar o cargo de diretor de planejamento da CGJ, nova denominação para a função de diretor de produção. Em março de 2000, voltou a conciliar o trabalho na direção de planejamento com as funções de diretor editorial. Em junho do ano seguinte, depois do falecimento do jornalista Evandro Carlos de Andrade, foi convidado a assumir a direção da Central Globo de Jornalismo.

Em 2009, deixou a direção da CBJ, sendo promovido à Direção Geral de Jornalismo e Esportes, comandando assim a CGJ (assumida por Ali Kamel) e a recém-criada Central Globo de Esportes (dirigida por Luiz Fernando Lima).

Assumiu o cargo de diretor geral da TV Globo a partir do início de 2013, substituindo Otávio Florisbal, que passou a fazer parte do Conselho de Administração, tendo Ali Kamel assumido a Direção Geral de Jornalismo e Esportes.

Seu principal acerto foi informalizar o jornalismo da emissora, lançando um novo formato do Jornal Nacional em 2015. Ele também organizou funções no entretenimento do canal. Uma delas foi colocar o autor Silvio de Abreu na supervisão geral de dramaturgia diária.

A Globo não comenta oficialmente sobre a possível saída de Schroder da direção geral.


Deixe sua opinião


Leia também