Tá no Ar é, sem dúvida, o melhor programa humorístico da TV brasileira


É impossível negar que o Tá no Ar, programa humorístico criado por Marcelo Adnet em conjunto com Marcius Melhem e dirigido por Maurício Farias, é um dos maiores sucessos da televisão brasileira dessa década.



O programa, que consiste em uma reunião de esquetes e paródias, busca recriar e também satirizar alguns programas ou momentos engraçados e marcantes da televisão brasileira. Estreada em 10 de abril de 2014, a primeira temporada, que teve no total nove episódios, foi muito bem recebida pelo público da internet e por críticos especializados em séries e outros programas de TV.

Uma das principais características do programa, que chama muito a atenção de quem assiste, é a liberdade dada pela emissora aos roteiristas e atores para criar os esquetes. O fato de se referirem não só a produtos da própria Globo, mas também de outras emissoras, a peças publicitárias, e também satirizar ativistas que são críticos à programação da Globo faz com que o Tá no Ar seja um dos melhores programas humorísticos da TV brasileira atualmente no ar.

Trata-se de uma revolução no núcleo de humor da emissora, que nos últimos anos deixou de agradar ao público, trazendo programas de qualidade mediana, muitas vezes sem graça alguma e que não foram marcantes na história da televisão. O Tá no Ar possibilitou, por exemplo, que Carlos Alberto de Nóbrega, apresentador da A Praça é Nossa, fosse visto novamente na Globo, após 11 anos sem aparecer na emissora.

Isso explica o sucesso do programa nas redes sociais: praticamente em todas as exibições, a hashtag #TáNoAr e as diversas citações aos momentos mais marcantes de cada episódio figuravam entre os assuntos mais comentados do Twitter.



Porém, o que mais me deixa triste é que as premiações de televisão não valorizam a inteligência e a ousadia do programa. O Troféu Imprensa, exibido no último domingo (09/04) pelo SBT, cuja categoria de melhor programa humorístico sequer teve o Tá no Ar como indicado, é um desses exemplos.

Muitas pessoas lamentam a breve duração do programa, dividido em curtas temporadas com episódios que se limitam a aproximadamente meia hora, mas esse é o melhor formato de apresentação, já que evita um eventual desgaste e não faz com que o telespectador enjoe de assisti-lo.

É por isso que o programa merece ser considerado como o melhor humorístico da televisão brasileira nos dias de hoje.


Deixe sua opinião


Leia também