Cidadão denuncia Netflix e Justiça reclassifica clássico filme Quero Ser Grande



Mais uma vez, uma denúncia de um cidadão fez um clássico ser reclassificado pela Classificação Indicativa do Ministério da Justiça. Dessa vez, o longa Quero Ser Grande, exibido na Netflix, fez o longa deixar de ter classificação Livre.



No despacho do Diário Oficial da União, publicado nesta segunda-feira (17), a mudança do longa se deve a denúncia feita por um cidadão, que diz que o conteúdo do longa protagonizado por Tom Hanks não era compatível com a classificação atribuída.

"CONSIDERANDO que durante a análise do filme 'QUERO SER GRANDE' foram identificadas as tendências de apelo sexual, insinuação sexual e consumo de drogas lícitas, sendo este último de forma reiterada, predominantemente incompatível com a publicação realizada anteriormente, resolve reclassificar de ofício a obra 'QUERO SER GRANDE' como 'não recomendado para menores de doze anos', por conter drogas lícitas e conteúdo sexual.", diz o Ministério da Justiça na decisão.

Não é a primeira vez que uma denúncia de cidadão muda a classificação de um clássico filme nos anos 80. No início do ano, um cidadão fez o clássico A Lagoa Azul, exibido exaustivamente pela Globo, sair de Livre para "não recomendado para menores de doze anos". A decisão repercutiu na internet de forma negativa.

Quero Ser Grande conta a história de Josh, interpretado por Tom Hanks. Após ser humilhado por não ter altura o suficiente para entrar em uma montanha-russa de um parque de diversões, Josh vai a uma máquina de desejos, e pede para ser "grande". No dia seguinte, surpreendentemente, ele se vê transformado num adulto de 30 anos. Ao tentar contar a verdade para sua mãe, ela o expulsa de casa achando se tratar de um invasor.

Josh convence seu melhor amigo, Billy Kopecki, de sua identidade ao cantar uma "canção secreta" que apenas eles dois conheciam. Com a ajuda de Billy, ele aluga um apartamento em Manhattan e consegue um emprego numa empresa de brinquedos, a MacMillan Toy Company.

Uma das cenas mais memoráveis do filme ocorre entre Tom Hanks e Robert Loggia, que interpreta o chefe da companhia. Os dois se encontram numa loja de brinquedos FAO Schwarz, e Josh o impressiona por seu entusiasmo.

Os dois acabam realizando um dueto num teclado eletrônico gigante, onde tocam "Chopsticks" e "Heart & Soul". Isso rende a Josh o emprego de seus sonhos: Passar o dia inteiro testando brinquedos - e ser pago por isso.

O longa é um dos clássicos da Sessão da Tarde, da Globo, e já foi exibido várias vezes neste horário. O longa também levou Tom Hanks a ser conhecido e querido por todo o mundo, passando de geração a geração.

Leia também: Em dia que lembrou velhos tempos, Record acusa Globo de crimes, mas não traz nada de novo

Leia também: Após 18 anos do fim da Rede Manchete, Amilcare Dallevo não cumpriu o prometido aos funcionários da emissora




commentDeixe sua opinião
menu