Raul Gil é acusado de racismo e caso tem repercussão internacional



A participação de uma banda pop sul-coreana no Programa Raul Gil do último sábado (15) está causando um grande mal estar. O apresentador é acusado de racismo, por conta de alguns comentários feitos por ele no palco do programa durante o quadro Turma do Vovô Raul, onde ele recebe crianças para performances musicais. A repercussão do caso tomou proporções internacionais e está causando revolta em muitos asiáticos e fãs de pop oriental.

Tudo começou quando quatro crianças foram participar do quadro performático para dançar uma música do gênero K-POP. Ao receber o grupo, Raul os questionou sobre suas origens, se eram descendentes de japoneses ou coreanos. Três responderam que eram de origem nipônica, mas a última criança titubeou e não soube responder. Em seguida, Raul responde com sotaque japonês: "Precisa abrir o olho, né? Agora, não sabe o que é, precisa abrir 'zóio', né?". Na sequência, a Oriental Riff é colocada como tema de fundo, enquanto, o apresentador interage com o garoto.



Logo após a apresentação dos membros do grupo, as crianças começaram a dançar e o grupo sul-coreano K.A.R.D. entrou no palco para acompanhar o show da garotada. Ao término da apresentação, Raul Gil chama a tradutora para intermediar a conversa com a banda coreana, porém, antes de começar a entrevista, ele questiona se ela realmente sabe falar português, por responder os primeiros questionamentos dele apenas com "sim" e "não".

Ao entrevistar o grupo, o apresentador pergunta aos quatro integrantes da K.A.R.D. se eles são parentes. Em seguida, Raul questiona se todos no grupo estão solteiros. Quando a tradutora confirma que sim, a plateia reage com euforia e Raul Gil questiona rindo: "Por que vocês estão gritando? Vão casar com eles? Vocês não sabem que com esse 'olhão' grande... tem que esticar (Raul estica os olhos com os dedos), uai! Tão de brincadeira?".

A tradutora não transcreveu a cena para os membros da banda, que faziam sua primeira aparição na TV. Por conta desta postura, a tradutora recebeu muitas críticas por parte dos fãs de K-Pop que acompanhavam o programa.



Apesar de ser o único apresentador que abre espaço para o K-Pop (Pop coreano) e o J-Pop (Pop japonês) na TV aberta, a forma como Raul Gil interagiu com seus convidados gerou muita revolta em quem acompanhava o programa, principalmente, fora do Brasil.

A participação do grupo na atração foi um dos assuntos mais comentados no Twitter, no sábado, o que chamou a atenção de muitas pessoas de fora do país e fez com que elas passassem a acompanhar o programa pela internet. A repercussão do caso começou no Reddit, um dos mais famosos fóruns de debate da internet.

"Isso é nitidamente racismo e eu não estou surpreso que tenha acontecido com Raul Gil (esse é o nome do apresentador). Ele é um dos mais antigos apresentadores da TV brasileira. Sua geração, em particular, é muito conservadora aqui no Brasil, por isso, muitas coisas racistas, sexistas e homofóbicas ainda são ditas. Eu sei que as pessoas estão esperando uma retratação, mas não acredito que isso vá acontecer", disse um usuário.

"Droga, isso é decepcionante! Os fãs brasileiros são um dos fãs mais apaixonados do mundo. Espero que isso não impeça outros grupos de fazerem shows no Brasil, caso contrário seria uma grande vergonha. Espero que o programa de TV se desculpe por isso", afirmou outro usuário do site. O caso também repercutiu em alguns sites internacionais, principalmente, do outro lado do mundo.



O vídeo com a participação da banda K.A.R.D. e as interações do apresentador segue disponível no canal oficial do SBT no Youtube. Por conta de toda a polêmica, o vídeo está com mais de 130 mil visualizações até o momento, cerca de dez vezes mais views que normalmente tem o programa Raul Gil.


Deixe sua opinião



Leia também