Record agenda estreia de Apocalipse; saiba tudo sobre a trama e elenco



A Record TV confirmou ontem (31) a data de estreia de Apocalipse, substituta de O Rico e Lázaro às 20h45: 21 de novembro. A trama de Vivian de Oliveira, dirigida por Edson Spinello, falará de amor, mistério e redenção ao retratar um dos enredos mais polêmicos da Bíblia: o fim dos tempos.



O cronograma inicial assegurava a exibição do primeiro capítulo na próxima terça-feira, dia 7. Contudo, a produção atrasou - a demora na emissão de passaportes e vistos para as gravações em Nova York é apontada como um dos entraves que acabaram por ocasionar o adiamento.

É na Big Apple que quatro universitários, de nacionalidades diferentes, se encontram em meados da década de 1980. Os desdobramentos envolvendo os estudantes e seus descendentes, nos anos 1990 e nos dias de hoje, conduzem a narrativa. No contexto, a aceitação de Cristo frente às promessas bíblicas apocalípticas.

Na primeira fase, o encontro do americano Alan (Maurício Pitanga / Eduardo Galvão), da brasileira Susana (Carolina Oliveira / Mônica Torres), do italiano Adriano (Felipe Cunha / Eduardo Lago) e da israelense Débora (Manuela do Monte / Bia Seidl) resulta no casamento de Alan e Susana e na união sombria e passional de Adriano e Débora.

Em 1996, os dois últimos, já vivendo um relacionamento de fachada, retornam ao solo americano com o filho Ricardo (Sérgio Marone na fase adulta), retomando o contato com Alan e Susana, pais de Benjamim (Pedrinho Mello / Igor Rickli). Torna-se nítida então a inveja que Débora sente da "amiga" - e que atinge também Ricardo, que disputará Zoe (Gabriella Saraivah / Juliana Knust) com Benjamim.

Eis que em 2017, Ricardo rouba as descobertas científicas de Benjamim, então casado com Zoe. Espécie de anticristo, o vilão ambiciona dominar o mundo, enquanto as profecias apocalípticas começam a se concretizar, no Rio de Janeiro, em Roma, Jerusalém e Nova York - o fatídico 11 de setembro integra a narrativa. Diante do "fim", personagens experimentam momentos de fé, tristeza, angústia, dor e esperança.

Conforme descrito pela Record em informe ao mercado publicitário, o folhetim prevê uma divisão entre "pessoas de passados e atitudes condenáveis" que "poderão se surpreenderem ao aceitarem a Cristo" e "cristãos mornos" que "talvez não resistam e prefiram adorar o diabo para serem poupados da morte". Por base, o livro do apostolo João, cuja interpretação difere entre doutrinas religiosas.

A RecordTV promete aos anunciantes "efeitos especiais com direção impecável e a participação de profissionais renomados da indústria cinematográfica". Também ressalta que a produção integra um pacote de tramas bíblicas já negociado com o Grupo Univision (para exibição nos Estados Unidos e em Porto Rico), Telefe (da Argentina) e Televisa, parceria do SBT (das maiores produtoras de novelas no mundo, do México).

No elenco, Adriana Prado, Adriano Garib, Aline Borges, Brenda Haddad, Cacau Mello, Carla Marins, Castrinho, Cláudio Gabriel, Daniela Escobar, Emílio Orciollo Neto, Fernando Pavão, Flávia Monteiro, Flávio Galvão, Henri Pagnoncelli, Jandir Ferrari, Jayme Periard, Joana Fomm, Jonatas Faro, Juliana Silveira, Junno Andrade, Jussara Freire, Leona Cavalli, Lisandra Souto, Lu Grimaldi, Lucinha Lins, Luiza Tomé, Marcelo Valle, Marcos Winter, Maytê Piragibe, Nathalia Costa, Nina de Pádua, Paloma Bernardi, Pérola Faria, Samara Felippo, Selma Egrei, Sidney Sampaio, Thais Melchior, Thais Pacholek, Tonio Carvalho e Yana Sardenberg.


Deixe sua opinião



Leia também