Confira o resumo de todos os capítulos de Jezabel





Confira abaixo o resumo de todos os capítulos de Jezabel:

Capítulo 1
Exército Fenício marcha pelas terras de Gileade. No sentido contrário, uma pequena comitiva se aproxima do acampamento do exército fenício. A jovem Jezabel galopa em disparada, rodeada por soldados fenícios, em direção ao acampamento. Ao chegar, ela caminha rapidamente em direção à tenda do rei Etbaal. Tudo está destruído. Ao entrar na tenda, o seu pai, o rei, se vira para ver a filha. Neste momento ela vê a imagem de sua mãe morta. O fogo ainda queima as casas humildes. Há muitos corpos espalhados pelo chão. O jovem Elias se aproxima na entrada da aldeia. Ele pergunta para o menino Dov o que aconteceu. Dov diz que queimaram tudo e mataram todos. Elias se aproxima de sua pequena casa. No Palácio Fenício, Jezabel, já adulta, desperta de um pesadelo. Ela, com arrogância, maltrata os dois servos que estão próximos à porta do aposento. Jezabel se dirige até à sala do trono onde está seu pai, o rei Etbaal. Ele diz para a filha que já providenciou a morte do rei Onri. Nas terras de Gileade, o profeta Elias desperta e pede a Dov que o encontre no cume da montanha. Acabe dá a informação ao seu pai, o rei Onri, de que Elias virá para Samaria. Rei Onri diz para não se preocupar, pois o povo já está corrompido. Dov pergunta a Elias se existe mesmo a necessidade de ir para Samaria. Elias responde que Deus lhe deu esta missão e ele não vai decepcioná-lo. Acabe sai para uma cavalgada. No meio do caminho o cavalo dispara e corre em direção a Aisha, uma mulher humilde. Aisha cai e machuca o joelho. Acabe pede desculpas e paga pelos figos que ela carregava. Ele diz que mandará buscá-la para que ela trabalhe no palácio. O rei Etbaal diz para a filha Jezabel manipular Acabe para que ele une o reino dele ao reino sul e que se livre do rei de Judá para ela se tornar a rainha de um imenso território. Jezabel conta à Queila que Getúlia está em Samaria providenciando a morte do rei Onri. Queila sai do quarto com seu filho Baruch. Hannibal entra no quarto e beija Jezabel. Sidônio veste um uniforme de soldado fenício e tira o veneno de uma serpente e entrega para Getúlia. Ela agradece e diz que fará isto naquela noite. Getúlia coloca o veneno no copo do rei Onri e ele bebe. Nesta hora Benyamin entra no quarto e diz para o rei que Getúlia vai matá-lo envenenado. Ela pega o punhal e enfia no peito do rei. Benyamin vai ajudá-lo e Getúlia grita que Benyamin está matando o rei. Matheus e Miguel entram no quarto e veem a cena. Getúlia culpa Benyamin e Benyamin a culpa. O rei está morto. Dias depois, Acabe aguarda a comitiva do rei Etbaal junto com Jezabel. Eles são apresentados pelo rei Etbaal. Elias também chega com sua comitiva ao palácio mas é impedido de entrar. O profeta Elias caminha em direção a Acabe.

Capítulo 2
Elias mantém o olhar firme em Acabe. Jezabel tem um olhar de surpresa, impressionada com a ousadia de Elias. Eliseu, Micaías e Dov parados na entrada da sala do trono. Elias pede para Acabe parar com a idolatria antes que algo ruim aconteça a Samaria. Jezabel pede que Hannibal pegue mais informações sobre Elias. Hannibal vai até Elias e diz que a princesa quer conhecê-lo melhor. Elias diz que vai embora. Começa luta entre Barzilai e Hannibal. Elias quebra todas as estátuas de barro que estão na loja de Phineas. Dido conta à Jezabel que Queila não está se sentindo bem e ela fica preocupada. Acabe pede que a esposa de um profeta ajude a curar Queila. Jezabel agradece a intenção de Acabe. Jezabel pede que Getúlia, Batnoam e Dido seduzam homens israelitas influentes, importantes e que tragam informações sobre os israelitas. Obadias diz a Elias que seu assistente ouviu uma conversa entre o rei Etbaal e uma serva fenícia chamada Getúlia e Etbaal pagou a mulher pelo "serviço" de matar o rei Onri. Elias vai tirar satisfação com o rei Acabe sobre o que ficou sabendo. Acabe desmente e diz que não sabe de nada. Em seguida, Acabe pede que chamem Getúlia para saber da verdade. Ela desmente e o rei diz que estará de olhos e ouvidos bem abertos para tudo o que acontecer no palácio. Jezabel seduz Hannibal. Ela recusa o convite de Acabe para o jantar. Jezabel se deita com Hannibal. Acabe vai até o quarto de Jezabel saber se ela está indisposta por não aceitar o convite.

Capítulo 3
Acabe entra no quarto de Jezabel e vê Hannibal. Ela diz que eles estavam apenas conversando. Acabe vê uma roupa de Hannibal no chão e se retira. Hannibal entende que a intenção de Jezabel era provocar ciúmes. Enquanto Elias medita, um soldado fenício chega por trás e quando vai golpeá-lo, o profeta diz para não fazer nada que se arrependa depois. Elias se levanta e empurra o soldado na fogueira e depois pede que se retirem. Acabe sonha com Jezabel. Acabe mata Menahem, o sumo-sacerdote de Israel, por se negar a ungi-lo como rei. Ele pede que Hannibal suma com o corpo. Ele nega dizendo que só recebe ordens da princesa Jezabel e do rei Etbaal. Acabe pede que obedeça suas ordens e deixe o palácio. Em cerimônia, o sacerdote Gilad derrama um pouco de azeite sobre a cabeça de Acabe e o consagra como o novo rei do reino do norte. Elias segue com uma multidão a caminho do palácio. Acabe anuncia Jezabel como sua noiva e futura esposa e rainha de Israel.

Capítulo 4
Elias avança decidido em direção a Acabe e diz que o casamento será uma ruína. Jezabel apenas olha para Acabe. Jezabel aceita o pedido de noivado e Acabe fica surpreso. Pelas ruas, coro de viva ao rei Acabe. No palácio, uma fila se forma para cumprimentar Acabe que está sentado no trono, altivo. Barzilai conversa com Obadias e diz que o rei parece estar fora de si. Jezabel está no seu aposento com uma taça de vinho acompanhada por Getúlia. IB e Sidônio jogam o corpo de Menahem dentro de uma cova e Hannibal observa. Micaías desenterra o corpo de Menahem. Queila apresenta piora em seu estado de saúde. Joana fica preocupada. Micaías chora compulsivamente ao ver o corpo de Menahem, não contém a dor e rasga suas vestes. IB lembra que esqueceu sua água junto à cova e Hannibal pede para ele voltar lá e buscá-la. Elias diz a Nabote que ficará em Samaria. Gilad caminha entre o povo com seu saco de pano com moedas de ouro. Gilad tromba em Tobias já bêbado. Tobias se desequilibra e quase cai em cima dele. O saco com as moedas que cai no chão e se espalham. Gilad pega as moedas e Tobias o chama de ladrão e grita por socorro. Tobias o surpreende com um punhal que cai no chão. Gilad está morto de bruços no chão sem que ninguém se dê conta do ocorrido. Hannibal chega ao palácio e fala ao ouvido de Acabe que enterraram o sumo sacerdote Menahem. Acabe pede para ele aproveitar o banquete. IB diz a Hannibal que Micaías trouxe o corpo de Menahem. Micaías adentra o salão com as vestes rasgadas, sujo de terra e com o corpo de Menahem nos braços. Micaías diz que o general fenício e dois soldados enterraram o corpo de Menhahem. Todos sentem o clima tenso.

Capítulo 5
Acabe controla o seu susto e finge estar surpreso. Hannibal se defende e Jezabel pergunta se Micaías tem provas. Obadias tira Micaías do palácio. Jezabel fita Hannibal que desvia o olhar. Jezabel diz a Hannibal que não aceita que ele esconda nada dela. Hannibal assente e abaixa a cabeça. Micaías sepulta o corpo de Menahem. Barzilai pede a Acabe para investigar a morte de Menahem e Acabe diz que não é necessário. Elias diante de uma fogueira, orando silenciosamente. IB vai ao aposento de Jezabel e diz que a comitiva dela está pronta. Acabe está próximo a comitiva e Jezabel chega. Acabe pergunta se ela dormiu bem. Acabe pergunta à Jezabel para onde ela vai para garantir sua segurança. Jezabel diz que irá a uma missão. Acabe pede a Obadias que mande um soldado do palácio seguir a comitiva. Jezabel parte sob o olhar intrigado de Acabe. Pelas ruas do comércio, Phineas e um aglomerado de pessoas se aproxima da comitiva para ver Jezabel. Jezabel chega à casa de Micaías. Quando Inlá abre a porta, Jezabel está diante dele e diz que quer falar com o profeta Elias.

Capítulo 6
Jezabel encontra Elias e o confronta sobre a profecia feita por ele. Jezabel diz a Elias que aceite que seja fiel a ela, e não ao Deus de Israel. Acabe descobre que o sacerdote Gilad foi encontrado morto. Joana discute com Samira sobre ir à comitiva da princesa. Raquel enfrenta Hannibal durante passagem da comitiva de Jezabel. Elias avisa aos profetas que ficará em Samaria. Dalila teme pela vida de Eliseu na escola de profetas. Jezabel pede que Pigmalião e Thanit ataquem os profetas. Abner convida Hannah para jantar, mas ela dispensa. Acabe ordena que Barzilai descubra motivo da visita de Jezabel à casa de Inlá. Obadias fica envergonhado ao investigar visita de Jezabel na casa de Inlá. Raquel leva bronca de Yarin. Etbaal pede que Jezabel volte atrás em suas ordens. Phineas aceita vender estátuas de deuses para Joana para que Jezabel saiba que ele as enviou. Adama resiste às investidas de Isaac. Jezabel desconfia das intenções de Acabe. Ele a aconselha a não enfrentar israelitas. Dido diz para Queila tomar cuidado com Joana. Obadias informa Acabe sobre o profeta Elias. Jezabel ordena ao povo de Israel adoração aos seus deuses. Ela observa que Elias e os outros profetas não se ajoelham para adoração.

Capítulo 7
Na praça de Samaria, Jezabel ordena que todos se ajoelhem diante do altar do deus Baal. Elias se nega e se aproxima de Jezabel. Ela fica furiosa e ordena que os profetas israelitas sejam mortos. Hannibal e os soldados avançam diante dos profetas e seus seguidores. Profetas e discípulos são perseguidos e mortos pelos soldados fenícios. Barzilai tenta defender os profetas do ataque. Sidônio mata Ezri. Miguel impede que Adad mate Geazi. Barzilai questiona a matança comandada por Hannibal. Inlá e Joel buscam refúgio na casa de Baltazar, que só os recebe graças à intervenção de Temima. Levi tenta abrigar profetas na taberna, mas é impedido por Phineas. Acabe e Jezabel discutem por causa da matança promovida por ela. Emanuel e Noam se reencontram. Elias recebe instruções de Deus para deixar Samaria. Jezabel fica furiosa ao descobrir que Elias continua vivo. Temima se decepciona com atitude de Baltazar com os amigos israelitas. Elias se despede de Eliseu. Inlá planeja fugir de Samaria. Acabe fica apreensivo com a profecia sobre a seca em Samaria. Queila diz à Jezabel que está preocupada com a profecia da seca. Hannibal encontra Elias e fica chocado ao ver que a seca se forma no rastro deixado pelo profeta.

Capítulo 8
Elias vai embora de Samaria e a terra atrás dele se torna seca. Meses depois, Acabe se preocupa com a seca que assola Samaria. Obadias sugere que sacerdotes fenícios deixem Samaria para economizar comida. Jezabel se nega a parar construção do templo dos deuses fenícios. Pigmaleão ordena que os servos trabalhem, mesmo estando fracos e famintos. Os profetas sobreviventes escondidos nas cavernas decidem procurar a ajuda de Obadias para retornar à cidade. Raquel decide ir com Noam para Samaria. Micaías fica chocado ao descobrir sobre o assassinato dos profetas israelitas. Micaías decide se unir a Noam no esconderijo e interrompe seu ritual de purificação. Hannibal ordena que israelitas saiam de casa para fiscalizar quem acolhe profetas. Emanuel e Raquel ajudam a despistar Hannibal. Obadias leva os profetas até as cavernas onde irão se esconder dos soldados da princesa. Dalila pede que Safate vá buscar Eliseu nas cavernas. Tadeu decide acompanhar Safate. Abner se oferece para cuidar de Hanna. Hanna fica inconformada com a partida de Tadeu. Micaías se preocupa com a escassez de alimentos nas cavernas. Vivendo próximo ao Rio Querite, Elias recebe comida através de corvos. Obadias mente para Hannibal sobre a comida que pretende levar aos israelitas. Etbaal quer que o casamento entre Acabe e Jezabel aconteça o mais rápido possível. As esposas de Onri ficam indignadas ao descobrir que serão mandadas embora do palácio por causa da falta de alimentos. Baruch fica com febre. Raquel leva pão aos profetas nas cavernas. Micaías, apaixonado por Raquel, resiste a aproximação dela. Acabe decide que Barzilai irá cuidar de Queila e Baruch fica fora do palácio devido à doença deles. Jezabel não gosta da decisão. Barzilai fica incomodado ao descobrir que irá receber Queila na casa dele. Joana fica contente ao descobrir que irá acompanhar Queila. Baltazar tenta convencer Eliseu a desistir de atacar o templo, mas é ignorado. Phineas se preocupa com o movimento fraco na taberna. Raquel convence Emanuel a tentar proteger Noam e os profetas. Queila fica constrangida de estar dando trabalho na casa de Barzilai. Noam cobre o corpo de carniça e se aproxima dos soldados de Samaria. Ib se aproxima de Noam, que fica tenso.

Capítulo 9
Noam consegue entrar na cidade sem que Ib perceba. Dido chega na casa de Barzilai para cuidar de Queila e Baruch. Joana fica decepcionada com a presença de outra serva. Matheus libera que profetas entrem na cidade. Hannibal se revolta ao saber que Queila e Baruch não vivem mais no palácio. Dido fica com medo de ser contaminada pela mesma doença de Queila e Baruch. Os israelitas andam pela cidade à noite e quase são descobertos pelos guardas. Levi se finge de bêbado perto do altar dos deuses Baal e Aserá para distrair os soldados fenícios. Os profetas e discípulos aproveitam a distração dos soldados para passar. Raquel, sem perceber que Levi está fingindo a embriaguez, dá uma bronca nele. Profetas colocam fogo no templo. Levi revela à Raquel que estava fingindo bebedeira. Soldados fenícios tentam conter as chamas no templo. Leah fica feliz ao descobrir que Levi ajudou os profetas. Sidônio acusa Matheus de ajudar os profetas. Sidônio busca Getúlia para que ela o ajude a encontrar Hannibal, que está na cama com Jezabel. Aisha se mostra preocupada com escassez de alimentos, mas Acabe a acalma. Jezabel descobre sobre o incêndio no templo e culpa Elias. Jezabel expulsa Aisha dos aposentos de Acabe. O rei defende Asiha. Hannibal ordena que os soldados busquem por Elias e os profetas. Acabe desabafa com Obadias sobre a seca, mas diz que não irá se curvar às palavras de Elias. Os soldados israelitas ficam decepcionados com ordem de Barzilai de perseguir os profetas. Eliseu e Micaías pedem ajuda a Samira. Ela tenta distrair Pigmaleão e Thanit. Hannibal ameaça Barzilai, dizendo que não vai tolerar que ele ajude os profetas. Jarbas encontra os profetas escondidos. Inlá pede para que Jarbas não chame os soldados. Eliseu e Micaías deixam o palácio disfarçados de sacerdotes de Baal com ajuda de Obadias e Isaac. Jezabel observa os supostos sacerdotes de Baal e pede para Batnoam verificar por que estão com Obadias e Isaac.

Capítulo 10
Obadias e Isaac tentam sair do palácio de Samaria carregando sacos, seguidos por Eliseu e Micaías que estão vestidos de sacerdotes fenícios. Batnoan ordena aos soldados que encontrem dois israelitas que carregam sacos nas mãos. Grande movimento nas ruas de Samaria. Soldados liderados por Hannibal vasculham tudo a procura dos profetas. IB captura um homem israelita e ameaça cortar sua língua se não revelar onde estão os profetas. Hannibal ordena que IB solte o homem. Jezabel cobra a incompetência de Batnoam. Sidônio e Adad invadem a casa de Emanuel a procura dos profetas. Sidônio leva Raquel amarrada e diz que ela vai ter de se explicar ao rei. Yarin e Leah, aflitas, vão atrás. Dalila come uma tigela de ensopado com pão. Dalila diz à Safate que não para de pensar em Eliseu, se seu filho está vivo. Acabe em frente ao trono, irritado com Hannibal e Barzilai que não conseguem prender dois homens. Jezabel entra no recinto. Isaac diz à Adama e Samira que ajudou a salvar os profetas de Israel e que ainda fugiram do palácio com Micaías e Eliseu. Acabe diz a Barzilai que a entrada de Samaria precisa ser reforçada. Jezabel observa. Hannibal e Barzilai saem humilhados da presença de Acabe e Jezabel. Leah pergunta para Raquel se Emanuel e Yarin vão aceitar que Levi a corteje. Cadmo diz à Thanit que conseguiu alguns israelitas para ajudarem na construção do templo. Pimaleão diz que terão de trabalhar dobrado para que o templo seja construído sem atraso. Phineas cobra Levi e pede para que ele se esforce mais para vender mais estátuas de Baal. Raquel à frente de uma passeata, animada, gritando e incitando o povo a gritar mais ainda. Emanuel chega ali e pega a filha pelo braço, obrigando-a a parar. Acabe garante a Etbaal que não haverá atraso na obra da construção do templo. Acabe conversa com Jezabel e de repente eles ouvem um coro vindo de fora. Hannibal interrompe a conversa e diz que um grupo de israelitas estão vindo na direção do palácio. Acabe e Jezabel se entreolham-se, preocupados.

Capítulo 11
Israelitas vão até o portão do castelo e gritam por água e comida. Acabe e Jezabel escutam mas nada fazem. Acabe diz que não abrirá mão de sua água e comida para dar aos israelitas. Jezabel dá uma ordem a Hannibal. Acabe e Jezabel vão até o portão e pedem que o abra. Do lado de fora Emanuel implora que todos voltem para suas casas para não serem mortos. Acabe e Jezabel falam para os israelitas e dizem que a culpa pela falta de água e comida é de Elias. Acabe diz que assim que o templo estiver pronto, Baal e Aserá trarão chuva e fertilidade à terra. Ele ainda diz que o momento não é de segregação e revolta, mas sim de união. Os israelitas começam a se dividir. Homens israelitas e fenícios estão exaustos, muito magros, sujos, muito suados, trabalham na reconstrução do templo de Baal e do poste-ídolo de Aserá. Acabe fica impressionado com a destreza e a habilidade de Jezabel e diz que o povo a ouviu e foi ajudar na reconstrução do templo. Obadias tenta abrir os olhos de Acabe dizendo que Elias fez isso justamente para mostrar que o Senhor é Deus. Barzilai vai conversar com Queila e fala educadamente que entre as coisas que vieram do castelo para sua casa estão quatro estatuetas de seus deuses. Ele pede permissão para devolvê-las ao palácio. Queila compreende a fidelidade aos Deus de Barzilai e pede que Dido mande as imagens de volta ao palácio. Dido conta à Jezabel o que aconteceu e ela diz que vai até a casa de Barzilai. Joana implora para Barzilai não contar a seu pai que foi ela quem comprou as estatuetas para Queila. Jezabel chega na casa de Barzilai e pergunta para ele o motivo de não deixar Queila cultuar Baal e Aserá. Barzilai explica que não a proibiu a devoção aos seus deuses, mas apenas que o respeite por cultuar um Deus Único. Jezabel volta ao palácio e faz um pedido a Acabe. Ela pede que Acabe nomeie Hannibal como comandante do exército de Israel, assim ele trará Elias.

Capítulo 12
Jezabel questiona se Acabe acha desnecessária a morte de Elias. Acabe pergunta se há outro interesse em seu pedido. Dido diz à Joana que as mulheres fenícias não se comparam com as israelitas. Levi diz a Phineas que não é idólatra e que não pode continuar vendendo ídolos. Phineas diz que ele não pode fazer isso e o lembra de sua dívida com ele. Obadias pede a Acabe para que transfira Joana dos cuidados de Queila e Baruch. Obadias diz que ficou sabendo dos presentes para a cunhada da princesa com imagens de Baal e Aserá. Obadias pede que a deixe voltar para o palácio. Acabe diz a Hannibal que seu casamento está prestes a acontecer e que por isso não haverá distinção entre servos fenícios e israelitas, soldados fenícios e israelitas e sim, um reino só. Hannibal já sorri para si, vitorioso, entendendo o que Acabe quis dizer. Barzilai fica chocado e pede para o rei repetir o que disse. Hannibal agradece a deferência depositada nele. Acabe complementa que os dois tomarão conta do exército. Hannibal diz ao rei que não há como dividir um comando. Obadias concorda com Hannibal. Hannibal sugere que o comando seja decidido em um embate entre ele e o general Barzilai. Acabe olha para Barzilai que diz que sua espada está a serviço de Israel. Esposas do rei Acabe se penteiam e arrumam suas roupas. Aisha conversa com Jaali e diz que está preocupada com as pressões que Acabe vem sofrendo. Getúlia entra e pede desculpas à Aisha pelo desmerecimento à sua posição como esposa do rei. Acabe autoriza o embate entre Hannibal e Barzilai. Obadias diz ao rei que não é prudente que dois guerreiros tão valorosos pelejem por uma posição que pode ser definida de outra forma. Acabe diz que sua decisão está tomada. Hannibal e Barzilai se encaram. Abner e Hannah descansam no trabalho da vinha. Nabote diz a Abner que ele ainda gosta de Hannah, e que não superou ela ter preferido se casar com Tadeu ao invés dele. Elias sentado à margem do rio, olhando para o céu. Elias pergunta a Dov o que o preocupa. Dov diz que teme que os soldados fenícios os encontrem e o mate. Elias diz que Deus ordenou que ele ficasse ali. Etbaal pergunta a Acabe se ele não tem medo de perder seu general. Jezabel fica do lado do noivo. Etbaal confronta Jezabel e diz que ela não tinha nada que pedir a Acabe que Hannibal fosse o comandante do exército. Obadias apela a Acabe para que não aconteça o embate entre os generais. Acabe diz que não há arrependimento e que a disputa acontecerá. No pátio, Hannibal chega imponente, acompanhado por IB, Sidônio e Adad. Hannibal e Barzilai se encaram.

Capítulo 13
Acabe faz um discurso antes do embate. Barzilai e Hannibal lutam e Jezabel disfarça a tensão. Na luta, Barzilai consegue depois de uma sequência de golpes, desarmar Hannibal e o chuta, derrubando-o ao chão. Hannibal tenta alcançar sua espada, mas Barzilai a chuta para longe e aponta sua espada na garganta de Hannibal, vitorioso. Acabe pede que guardem suas espadas imediatamente. Barzilai olha para Acabe. Todas ficam na expectativa. Barzilai ergue a espada e a crava do lado da cabeça de Hannibal, poupando-lhe a vida. Acabe ao lado de Jezabel sorrindo. Etbaal decepcionado. No olhar de Jezabel ao som dos israelitas comemorando a vitória do general. Queila faz refeição com o auxílio de Dido. Acabe declara que Barzilai e Hannibal dividirão o comando do exército unificado de Israel e Fenícia. Soldados israelitas contém a revolta e Barzilai fica perplexo. Hannibal desabafa com IB que preferiria que Barzilai tivesse cravado a espada em sua garganta do que ser humilhado. Jezabel diz a Acabe que ele a surpreendeu com a decisão. Acabe diz a Jezabel que Barzilai deveria ter matado Hannibal. Etbaal discute com Jezabel e a culpa. Etbaal pede que Jezabel prepare um ritual. Jarbas vai até Hannibal e diz que o rei que falar com ele. Barzilai volta para casa com alguns ferimentos. Joana o parabeniza. Dido aproveita para seduzir Barzilai. Barzilai pergunta à Queila se ela está melhor e mostra um brinquedo que trouxe para Baruk. Acabe quer um banquete e pede que Obadias avise Jezabel. Obadias procura por Jezabel em seus aposentos e ela não está.

Capítulo 14
Obadias encontra com Isaac e pergunta se ele descobriu o paradeiro de Jezabel. Isaac diz que ela está em um ritual daqueles que os fenícios fazem. Baruchi brinca com bonecos e soldados de barro. Queila o observa e sorri. Barzilai limpa sua espada e Dido se oferece para cuidar de seus ferimentos. Obadias diz a Acabe que Jezabel está em um ritual a Baal. Acabe disfarça o descontentamento com a notícia. Obadias ora ao Senhor e intercede pelo povo e pede que aquebrante o coração do rei. Hannibal, IB, Sidônio e Ada encontram Eliseu na planície e o cercam. Hannibal se surpreende ao ver que é Eliseu e não Elias. Hannibal pergunta onde está Elias que nega saber o paradeiro do profeta. Hannibal dá um soco em Eliseu e o derruba ao chão. Sidônio amarra uma corda em seus pulsos. Hannibal ordena que o leve para o palácio. Tadeu e Safate encontram Elias no caminho. Eles se abraçam. Aisha pede permissão a Acabe para ir à casa de Barzilai visitar Joana. Phineas diz a Acabe que viu o profeta Baltazar em Samaria. Acabe pede que tragam Baltazar a sua presença. Eliseu é levado até Acabe. Acabe pede que chame Jezabel e diz que Eliseu dirá o paradeiro de Elias. Saulo diz a Acabe que a princesa se nega a comparecer na sala do trono. Acabe pressiona Eliseu para que confesse onde estão os outros profetas.

Capítulo 15
Eliseu com os pulsos amarrados, seguro pelo general Hannibal, IB, Adad e Sidônio. Acabe na expectativa da resposta de Eliseu, que se mantém calado. Acabe o manda para o calabouço. Micaías sugere a Joel e Inlá para que resgatem Eliseu. Barzilai implora para que Eliseu conte onde estão os outros profetas. Jezabel fica irritada com Hannibal por não ter prendido Elias e sim Eliseu. Hannibal se decepciona com a princesa e sai da sala. Micaias e Noam se camuflam de soldados fenícios e entram no palácio. Eliseu adormece na prisão. Micaías e Noam vão até o calabouço e entregam um uniforme de um soltado também. Hannibal e Barzilai ficam bêbados e fazem uma trégua. Eliseu, Noam e Micaías fogem do palácio.

Capítulo 16
Acabe questiona Hannibal sobre a fuga de Eliseu. Hannibal acusa Barzilai de ter ido ao seu aposento para despistar a fuga. Jezabel acusa Hannibal de ser o responsável pela fuga de Eliseu e Hannibal diz que irá recapturá-lo. Temima pede a Baltazar que solte Levi e diz que ele não é um traidor. Aisha pede a Acabe que a deixe ajudar o seu povo que está sofrendo com fome e sede. Baltazar sem querer, empurra Temima que cai no chão. Temima sente dor e coloca as mãos no ventre. Tamima pede a Baltazar que deixe Levi sair para pedir ajuda e ele assente. Jezabel pergunta de Queila para Dido. Ela responde que Queila está demonstrando interesse em Barzilai. Jezabel não gosta. Levi chega à casa de Adama e pede por ajuda para Temima que está entrando em trabalho de parto. Nasce o filho de Baltazar e é uma menina. Rebeca e Yarin vêm de dentro com o bebê enrolada em um pano. Emanuel, Leah e Raquel ansiosos por conhecê-la. Baltazar meio ressabiado. Adama chega à casa de Baltazar e percebe que a menina já nasceu. Phineas diz a Acabe que Levi e as famílias do profeta Inlá e do artesão Emanuel estão de conluio com os profetas e que escondem Baltazar na casa de Inlá. Acabe dá ordens a Obadias para que prenda todos na casa de Inlá e os tragam a sua presença.

Capítulo 17
Jezabel conversa com Aisha em tom desafiador e a avisa que não deve importunar o rei com seus pedidos. Aisha revida e diz que o rei é quem determinará se os pedidos dela são importunos ou não. Elas se encaram. Soldados fenícios invadem a casa de Micaías a procura de Baltazar. Soldados prendem Raquel, Yarin, Emanuel, Leah, Adama e Rebeca. Acabe libera os prisioneiros mas mantém Temima com sua filha na prisão até que confesse onde está Baltazar. Levi encontra com Phineas e diz que não trabalha mais para ele. Obadias implora a Acabe que solte Temima com sua filha. Etbaal pede a Acabe que traga seu neto para o palácio. Jezabel diz a Etbaal que faz questão de ir buscar o sobrinho. Baltazar se oferece para trabalhar na construção do templo em troca de água e comida. Joana recebe Jezabel. Queila vem de dentro do aposento e encontra Jezabel. Jezabel diz que somente Baruch voltará para o palácio e que ela fica.

Capítulo 18
Queila diz à Jezabel que ela não pode levar seu filho. Queila pede para Jezabel que a deixe voltar para o palácio também e Jezabel nega. Queila chora. No palácio, Rebeca observa por uma fresta os profetas e discípulos capturados, sendo conduzidos as suas celas. Baltazar exausto, carrega pedras com dificuldade. Baltazar reclama de fome com Thanit e Pigmaleão. Barzilai vai aos aposentos do rei Acabe interceder por Queila. Hannibal interroga os presos e pergunta quem será o primeiro a revelar o esconderijo de Elias. Obadias fica arrasado ao ouvir de Barzilai que Rebeca, Temina e sua filha foram presas. Barzilai fica devastado e Obadias diz para ele não se culpar tanto, pois estava cumprindo seu papel. Barzilai e Obadias param ao ver o povo olhando para o mudo do palácio, eles estranham e vão até eles. Barzilai e Obadias ficam horrorizados ao ver três rapazes suspensos por uma corda, enforcados.

Capítulo 19
Obadias e Barzilai ficam revoltados e vão para dentro do palácio. Barzilai chega ali, transtornado, prestes a perder o controle e interrompe Acabe. Barzilai diz a Acabe que ele precisa prender Hannibal, pois foi ele quem matou os profetas. Acabe não se abala. Barzilai encontra com Samira no corredor e chora. Barzilai, ainda abatido, brinca com Baruch, enquanto conversa com Samira. Uma grande comitiva fenícia chega à Samaria, os israelitas se aglomeram ao redor da comitiva. Um homem grita que são provisões de comida e água. Os soldados tem dificuldade de conter o povo. Barzilai dá notícias de Baruck à Queila. Etbaal pede à Jezabel para que se livre de Aisha, pois ela é uma ameaça ao palácio. Aisha pede autorização a Acabe para dar comida ao seu povo que está, miserável pelas nas ruas. Jezabel chama Hannibal e ordena que ele cumpra a sua ordem. Obadias dá um beijo na cabeça de Samira. Samira e Aisha se encaminham para a liteira, junto com Thiago. Jezabel aprecia a saída da pequena comitiva com Aisha. Aisha no meio do povo distribui as provisões. Quatro homens se aproximam da aglomeração como se fossem pegar comida também. Eles se misturam ao povo e vão abrindo caminho. Adama e Samira felizes, entregando sacos de provimentos. Os homens muito próximos à Aisha, retiram o punhal de suas vestes.

Capítulo 20
Um homem tenta apunhalar Aisha, mas Samira intervén, empurrando-a. Samira acaba sendo atingida na barriga. Miguel carrega Aisha em direção ao palácio. Jezabel cobra Hannibal que afirma que pagou aos israelitas para que apunhalassem Aisha e se desculpa por eles terem errado o alvo. Jezabel ordena que Hannibal mate os homens que fizeram o serviço. Obadias tenta acalmar Samira. Acabe conversa com Aisha, Jezabel chega, mas não se aproxima. Acabe proíbe Aisha de sair do palácio até segunda ordem. Jezabel olha para Aisha com superioridade. Emanuel diz à Leah que ofereceu sua casa para Levi se hospedar ao invés de morar na rua. Phineas cobra Joana para que pague pelas estatuetas. Phineas a segura com força. Sidônio chega e pede para que ele largue a moça. Aisha comenta com Jaali que seu ataque foi planejado e desconfia que foi ordem de Jezabel. Acabe conversa com Barzilai e exige que faça seu trabalho com mais competência. Barlizai baixa a cabeça. Acabe ameaça destituí-lo do comando do exército de Israel caso ele não consiga conter os revoltosos. Acabe pede a Obadias que convide o filho de Nabote para um banquete. Jezabel discute com Etbaal sobre o banquete, pois já tinha um compromisso. Hannibal chega aos aposentos de Jezabel e se depara com Etbaal. Etball percebe qual era o compromisso de Jezabel e ordena que ela esteja no banquete. Etbaal conversa com Acabe e Aisha chega deslumbrante. Jezabel também chega deslumbrante e chama a atenção de todos pelo figurino ousado. Acabe fica maravilhado. Jezabel começa a dançar, sensual.

Capítulo 21
Barzilai entra em casa, cansado e frustrado. Dido percebe que Barzilai não comeu no banquete e oferece preparar algo para ele. Dido se insinua para Barzilai que a recusa. Jezabel pergunta à Aisha se ela não vai comer. Hannibal diz a Etbaal que seu neto está bem. Safate e Tadeu se despedem de Acabe e diz que precisam ir embora. Safate diz a Tadeu que Obadias será interrogado pelo rei e pela princesa pensando que disseram a ele o paradeiro de Elias. Acabe anuncia a todos que o templo de Baal ficará pronto em breve e que ele e Jezabel começarão os preparativos para a cerimônia do casamento. Jezabel ergue sua taça. Jezabel reclama do atraso de Hannibal. Baltazar se desespera ao saber por Emanuel e Leah que Temima e Chaya estão presas no calabouço do palácio. Baltazar vai embora com o rosto coberto por uma pano. Sidônio está junto de Joana e a acompanha na rua. Sidônio percebe um homem suspeito. Sidônio e Joana se aproximam de Baltazar. Baltazar foge e Sidônio o alcança. Sidônio arranca o pano que cobre o rosto de Baltazar e Joana o reconhece.

Capítulo 22
Baltazar diz a Sidônio que é um israelita com fome e que fugiu por medo. Sidônio libera Joana e Baltazar. Queila pede à Dido que respeite o general Barzilai. Joana entrega Baltazar que e é preso. Isaac comenta com Adama sobre o casamento de Jezabel e diz que essa união será a desgraça de Israel. Issac diz à Adama que a ama e ela fica sem reação. Isaac pede Adama em casamento e ela diz que precisa pensar. Baltazar é preso no calabouço e grita por Temima. Sidônio diz à Jezabel que capturou Baltazar. Queila diz a Barzilai que voltará ao palácio para ficar mais próxima do filho Baruke e o agradece pelos cuidados. Queila pede desculpas também pelas insinuações de Dido. Barzilai tem um olhar sentido, mas compreende. Temima com Chaya e Rebeca ouvem os gritos de Baltazar. Jezabel repreende Hannibal por uma serva ter sido a responsável pela prisão de Baltazar. Jezabel pede a Hannibal que leve Baltazar até a presença do dela e do rei. Baltazar diz a Hannibal que não sabe o paradeiro de Elias. Baltazar implora a Hannibal para ver sua filha e ele nega. Acabe pede a Obadias que agradeça à Joana. Obadias fica sem entender. Jezabel irônica diz a Obadias que Joana delatou Baltazar. Joana chora com a saída de Queila para o palácio. Queila consola Joana e diz que pedirá que ela seja sua serva pessoal. Joana vibra. Baltazar, preso, com Hannibal ao seu lado, está diante de Acabe e Jezabel. Baltazar diz a Obadias que sua filha é responsável pelo o que aconteceu. Obadias fica arrasado.

Capítulo 23
Acabe liberta Baltazar e sua esposa. Hannibal fica chocado. Etbaal parabeniza Acabe pela atitude que tomou. Acabe diz que foi graças à sua filha. Etbaal diz que assim, a única culpa cairá sobre Elias. Elias as margens do rio, ora a Deus. Jarbas comenta com Isaac e Adama que ouviu o rei decretar o retorno de todos os profetas para Samaria. Samira no leito, pálida e enfraquecida, percebe o semblante triste de Obadias e pergunta o que aconteceu. Obadias diz à Samira que foi sua irmã que ajudou na captura de Baltazar. Joana fica aliviada com a notícia de Barzilai de que Baltazar não ficará preso. Queila agarrada a Baruck, beijando e fazendo carinho. Batnoam aliviada. Jezabel adentra o aposento e encara Queila. Jezabel questiona o retorno ao palácio sem sua permissão. Queila percebe que Jezabel manipulou Dido ao enviá-la para seduzir Barzilai. Jezabel pede que Queila esqueça o general e cuide do herdeiro, dá as costas e sai. Barzilai se desculpa com Obadias e diz que não sabia de nada que Joana aprontou. Joana diz à Adama que está arrependida e pede que fale com seu pai. Micaias, Noam e Dov caminham extremamente felizes pelas ruas de Samaria comemorando a decisão do rei. Micaías sem perceber, ao olhar para frente esbarra em Raquel e derruba os sacos de alimentos que ela e Leah carregam.

Capítulo 24
Micaías e Raquel discutem. Obadias repreende Joana por ter denunciado Baltazar para agradar a princesa Jezabel. Isaac pergunta à Adama se ela já pensou no seu pedido de casamento. Adama diz que ainda não decidiu e que eles são muito diferentes e que não quer errar. Isaac sorri, murcho. Uriel traz o profeta Zedequias de Judá e apresenta a Acabe. Jezabel questiona Dido por ela ter permitido que Queila voltasse ao palácio. Queila desabafa com Aisha. Batnoam presta atenção na conversa e Queila disfarça. Levi vai até a casa de Barzilai e diz que não trabalha mais como vendedor de estátuas. Levi diz a Barzilai que quer se tornar um soldado. Barzilai permite e diz para Levi se apresentar na caserna pela manhã. Phineas pergunta à Leah se ela tem se encontrado com Levi. Jezabel pressiona Hannibal a fazer com que Barzilai perca a cabeça e desista do comando do exército. Jezabel não deixa Hannibal sair do seu aposento e o beija. Etbaal repreende Queila pelo comportamento inadequado de ter voltado ao palácio sem avisar. Etbaal encontra Getúlia no corredor e diz a ela para ir ao seu aposento à noite. Adama pede conselhos a Obadias sobre o pedido de Isaac. Acabe fica maravilhado ao ver Aisha belíssima para o seu encontro. Aisha sorri, meiga. Acabe se aproxima dela e a elogia. Acabe oferece uma taça de vinho e Aisha diz que não pode beber. Acabe pergunda à Aisha se ela está sentindo algo e porque não pode beber uma taça de vinho. Aisha diz que está esperando um filho do rei.

Capítulo 25
Aisha comunica Acabe que está grávida. Ele fica feliz e pede que coloque o nome do pai. Ela desconversa e diz sobre a possibilidade de ser uma menina. Aisha faz um pedido a Acabe para que o filho seja criado em Samaria e ele aceita. Dido vai até a casa de Barzilai pedir desculpas por ter se insinuado. Ele a desculpa e pede que ela vá embora. Ela se declara mas Barzilai diz que não sente nada por ela. Sem escolha, ela rasga suas roupas e grita por socorro. Sidônio aparece e diz que vai comunicar o corrido ao general. Acabe pede que todos se reúnam na sala do trono para dar a notícia da gravidez de Aisha. Hannibal conta para Jezabel o ocorrido com Dido e Barzilai. Ela pede que comunique ao rei e sorri debochada. Durante o comunicado de Acabe sobre a gravidez de Aisha, Jezabel conta do ocorrido com Barzilai. Acabe pede que os envolvidos contem o que aconteceu e Dido continua mentindo. Queila entra na sala e diz para Acabe que Dido foi até a casa de Barzilai a pedido da princesa Jezabel para seduzi-lo.

Capítulo 26
Etbaal pede que levem Queila de volta mas Hannibal interfere. Jezabel diz que Barzilai e Queila estão apaixonados. Queila é levada para o quarto com um soldado em sua porta. Obadias consola Barzilai. Queila chora abraçada ao filho. Jezabel diz a Hannibal que agora somente ele é o comandante do exército de Israel. Hannibal fica feliz. Hannibal faz o comunicado aos soldados que ele é o único comandante a partir de agora. Os soldados israelitas se espantam enquanto os soldados fenícios urram de felicidade. Barzilai fica devastado. Samira ainda no leito, se recupera de seu ferimento e é alimentada por Joana. Hannibal desabafa sua fúria com IB e diz que a princesa plenejou a derrocada de Barzilai escondida com Dido e Sidônio, sem sua ajuda e sem comunica-lo. Obadias leva Ezequias para falar com o rei. Acabe pergunta a Ezequias se Deus aprovaria a decisão de afastar Barzilai diante dos fatos ocorridos, e ele consente. Obadias fica frustrado. IB a mando de Jezabel vai chamar Baltazar para que vá ao palácio. Acabe determina que Baltazar volte ao convívio com Micaías e Inlá e que assim consiga descobrir o paradeiro de Elias, caso contrário, sua filha Chaya será dada em sacrifício a Baal.

Capítulo 27
Baltazar assustado diante de Acabe e Jezabel. Ele pergunta se Acabe teria mesmo coragem de sacrificar uma criança. Acabe diz que muitas crianças já morreram por causa da praga de Elias. Jezabel pressiona Baltazar dizendo que trocará a vida de sua filha pela vida de Elias. Nas ruas de Samaria, o povo sofre por causa da seca. Baltazar chega em casa e Temima quer saber porquê ele foi chamado ao palácio. Ele mente dizendo que a princesa Jezabel queria saber se ele como profeta poderia participar da cerimônia de casamento dela com o rei Acabe. Temima acredita. Baltazar promete que nada de mal acontecerá com Chaya. Micaías vai até a casa de Emanuel pedir permissão para cortejar sua filha Raquel. Sidônio tenta beijar Joana que se assusta e sai correndo. Miguel vai até a casa de Obadias visitar Samira. Acabe diz a Barzilai que manterá o seu título de general. Joana ajuda Barzilai a entrar no quarto de Queila para eles conversarem. Barzilai pede desculpas à Queila. Queila diz que a culpa foi de Jezabel e pede que ele a ajude a fugir com seu filho.

Capítulo 28
Barzilai diz que vai ajudar Queila a fugir do palácio. Temima percebe que Baltazar está abatido. Queila conta para Joana que terá de fugir para não ser morta por Jezabel. Batnoam entra no quarto interrompe a conversa das duas. Aisha vai conversar com Acabe sobre Queila e Barzilai, mas ele se irrita e pede que ela não se intrometa nestes assuntos. Baltazar se encontra com Dov e o leva para sua casa para lhe oferecer o que comer. Baltazar começa a perguntar de Elias. Jezabel pede a Sidônio que descubra o que Joana e Queila estão tramando. Barzilai pede para Thiago, Matheus e Miguel que o ajudem na fuga de Queila. Eles aceitam. Sidônio conversa com Joana e pede desculpas para conseguir a informação que deseja. Ele mente dizendo que vai fazer a escolta de Queila. Pede perdão e Joana acaba contando que Queila vai fugir. Ele insiste em saber quem vai ajudar Queila a fugir.

Capítulo 29
Sidônio se faz de vítima e Joana revela que Barzilai vai ajudar Queila a fugir. Barzilai oferece sua casa para Levi morar e ele aceita. Baltazar angustiado, conversa com Dov e diz que não confia em Jezabel e Acabe quando elem dizem que não irão mais perseguir os profetas. Uriel diz a Acabe que um de seus cavalos morreu de fome. Acabe diz que é culpa de Elias por causa da praga. Jezabel desdenha. Sidônio conta a Hannibal que descobriu o plano de fuga de Queila. Hannibal conta tudo para Jezabel sobre a trama de Queila em fugir do palácio. Jezabel pede que Hannibal vigie Barzilai e seja a sombra dele até Queila deixar a cidade. Acabe cobra Zedequias sobre o fim da seca. Zedequias sugere que Acabe encontre Elias e converse com ele para extinguir a praga. Acabe fica muito irritado. Uriel comenta com Isaac que o rei Acabe ficou mais irritado com a morte de seu cavalo do que com a morte das pessoas pela fome. Barzilai e Obadias descobrem que Joana contou o plano de fuga de Queila para Sidônio e que o mesmo espalhou para Hannibal. Joana chora e diz que só queria ajudar. A pedido de Barzilai que muda o plano, ele pede que Joana vá até Jezabel e diga que ele ajudará Queila fugir pela manhã. Hannibal e IB seguem Barzilai a noite. Jarbas leva a refeição de Queila no lugar de Joana e avisa sobre o novo plano de fuga. Micaías e Noan atacam o palácio com fogo. Uriel avisa Acabe que o castelo está sendo atacado. Thiago e Miguel levam Queila e Baruch. Jezabel diz a Acabe que Barzilai não fugirá com Queila. Hannibal acompanhado de IB alcança Levi que está com um capuz pensando ser Barzilai. Hannibal vai a sala do trono e diz que Barzilai fugiu com Queila e Baruch.

Capítulo 30
Acabe chama Uriel e pede para avisar Obadias para que todos os soldados vão atrás de Barzilai, de Queila e Baruch. Próximo a um beco, Miguel tira Queila e Baruch de dentro de um tonel. Hannibal e IB interrogam Joana, que está na companhia de Getúlia e Samira no leito, se recuperando do ferimento. Hannibal invade a taberna de Phinéas e pergunta para Barzilai onde está Queila e Baruch. Etbaal manda os soldados atrás de Queila e Baruch e Jezabel ordena que os matem. Acabe e Jezabel se preparam a cerimônia de casamento. Anaid diz à princesa que o templo ficou belíssimo e Jezabel diz que quer todos os israelitas presentes para que dobrem os joelhos a Baal e Aserá. Os portões do palácio se abrem e o cortejo luxuoso sengue em direção à rua. Jezabel em sua liteira, se abana. Baltazar vê Temima e Chaya e fica emocionado. Um farto e luxuoso banquete inicia. Jezabel está lindíssima com traje de noiva e Acabe com seu traje real. Acebe diz à Jezabel que seu encanto por ela só aumenta. Aisha se incomoda e Jezabel percebe. Jezabel provoca Aisha, respondendo a Acabe. Acabe se inclina para beijá-la e ela o contém. Acabe pergunta a Obadias se os profetas vieram ao seu casamento e ele diz que nenhum deles compareceu. Acabe fica furioso e manda buscar os profetas nem que seja à força. Baltazar vai até a porta do palácio e encontra Sidônio. Baltazar quer informar o paradeiro de Elias em troca de salvar sua filha. Baltazar diz a Sidônio que Elias está às margens do rio Querite.

Capítulo 31
Hannibal pede para falar com Jezabel em particular. Acabe não gosta. Hannibal diz à Jezabel que sabe o paradeiro de Elias. Jezabel volta e diz ao ouvido de Acabe sobre o paradeiro de Elias e diz que precisa sair. Acabe diz que ela não pode fazer isso em meio as comemorações de seu casamento, mas ela diz que faz questão de estar presente na captura de Elias. Aisha percebe a situação e Acabe contorna a situação e saí também no meio do banquete. Acabe pede para que Jezabel apenas traga Elias preso, e ela diz que só isso não basta. Baltazar diz a Inlá, Joel e Dov que não queria entregar Elias, mas que ou era ele ou sua filha. Barzilai pede à Jezabel para não participar da busca por Elias e ela nega. Aisha descobre que irão atrás de Elias e vai falar com Acabe. Aisha chorando discute com Acabe que está irredutível. Jezabel e os soldados avistam o rio Querite. Hannibal diz à Jezabel que é melhor ele e os soldados seguirem na frente. Jezabel pede que deixem Elias por conta dela. Eliseu, Micaías e Noam se aproximam com seus cavalos e avistam Hannibal, IB, Adad e Sidônio e percebem que Elias corre perigo.

Capítulo 32
Elias ouve uma voz do céu e parte para Sarepta. Jezabel pergunta a Noam em qual altura do rio se esconde o profeta Elias e ele diz não saber. Jezabel ordena que corte os dedos da mão de Noam que se desespera. A comitiva volta para o palácio sem Elias e levam Noam. Acabe irado grita com Barzilai e Hannibal e os chama de fracassados. Etbaal questiona Jezabel de ter suspendido as buscas por Queila e Baruch. Etbaal desconfia que Jezabel tenha mandado mata-los. Jezabel fica furiosa e ordena que o pai retorne à Fenícia o mais rápido possível. Os dois se encaram. Noam no calabouço com um pano manchado de sangue amarrado em torno da mão é interrogado por Hannibal. Noam geme de dor, mas permanece calado. Jezabel diz à Thanit e Anaid que o sacrifício que foi feito não foi suficiente pois Elias escapou mais uma vez. Jezabel pede que os sacerdotes providenciem um agrado maior para Baal e Aserá, e que o momento pede uma criança. Thanit pergunta qual criança e Jezabel escolhe Chaya, a filha do profeta Baltazar. Etbaal comunica a Acabe que voltará para a Fenícia. Obadias leva água e um pouco de alimento para Noam. Noam pede que Obadias avise seu pai que ele está bem. Jezabel sugere a Acabe que seja feito um sacrifício com uma criança para que extermine a seca na cidade. Acabe pergunta qual criança e Jezabel responde que seja a filha de Baltazar. Acabe fica chocado. Hannibal fica pasmo com a ordem de Jezabel de sacrificar Chaya. Elias chega cansado, com sede e com fome a pequena vila de Sarepta. Elias pede água a uma mulher que está de costas. A mulher se vira e é Queila que está diante de Elias.

Capítulo 33
Elias também pede um pouco de pão para Queila, mas ela diz que só tem um pouco de farinha numa panela e um pouco de azeite. Elias pede que ela não se preocupe, que faça primeiro para ele um bolo pequeno e depois para ela e o filho. Elias faz uma profecia que Deus não deixará lhe faltar nada. Queila em conflito, reflete por uns instantes nas palavras de Elias. Barcuh chora. Queila faz o bolo e entrega para Elias. Queila volta correndo para o fogo e olha para a panela e vê o milagre. A panela está cheia de farinha. Ela vai depressa para a botija de azeite e está cheia também. Queila e Barcuh se abraçam emocionados. Queila conta a Elias o que Jezabel queria fazer com ela e seu filho e por isso que fugiu com a ajuda de Barzilai. Elias diz à Queila que ela foi escolhida por Deus, que Ele viu sinceridade em seu coração. Acabe manda Obadias dar mais ração aos cavalos e ele reclama que não tem como, pois os alimentos dos soldados e servos já foram muito reduzidos. Acabe se irrita e diz que é uma ordem. Obadias implora a Acabe que não permita o sacrifício de uma criança. Obadias chora copiosamente e Joana se preocupa. Hannibal, Pigmaleão, IB e Thanit invadem a casa de Baltazar e perguntam por Chaya. Baltazar diz que Temima saiu com a filha. Baltazar diz que já fez sua parte ao revelar o paradeiro de Elias. Temina se aproxima de casa e vê Baltazar lutar com Hannibal. Baltazar pede que Temima fuja com Chaya. Micaías pega Chaya do colo de Temima e foge com a menina. Thanit acerta a espada em Baltazar pelas costas, ele cai morto. Temima grita desesperada. Micaías leva Chaya a casa de de seus pais. IB e Hannibal estão atrás dele.

Capítulo 34
Hannibal chega a tempo e consegue encurralar Micaías antes de fugir da casa dos pais. Temima com Baltazar nos braços chora copiosamente. Barzilai com Chaya no colo, desajeitado pergunta a Levi o que eles vão fazer com a criança. Jezabel pergunta a Hannibal pela oferenda e ele diz que quando chegou ao local, a mãe da criança já tinha fugido. Acabe manda prender Micaías. Levi pede que Yarin ajude Baltazar com a criança. Noam e Micaías se encontram no calabouço e se abraçam. Hannibal reúne os soldados para procurarem por Chaya por toda parte. Etbaal se despede do palácio. Saulo diz à Jezabel que o rei pede para ela ir aos aposentos dele a noite, e ela diz que não irá. Acabe furioso, vai em direção ao aposento de Jezabel. Jezabel seduz Acabe.

Capítulo 35
Sidônio conta à Joana os planos de Jezabel em sacrificar uma criança e que por isso precisam descobrir onde Micaías a escondeu. Joana percebe que Sidônio quer usá-lo e permanece calada. Na prisão, Micaías tem um pesadelo e Noan desperta assustado. No sonho, Micaías diz que caminhava pelas ruas cobertas de ossos decorrente da fome. Barzilai conversa com Levi e diz que precisam esconder Maya em outro lugar mais seguro. Hannibal alimenta os soldados e ordena que voltem a procurar por Chaya. Temima muito triste, abatida para o sepultamento de Baltazar. Jezabel entra imponente na sala do trono e todos fazem reverência a ela. Ela diz a todos que a partir de agora a vida no palácio mudará. Obadias pergunta em que pode lhe servir e ela ordena que troque todas as vestes dos servos israelitas por vestes fenícias. Tadeu e Hannah consolam Temima na volta do sepultamento do marido. Joana fica feliz com a notícia de que vão mudar as vestes dos servos, mas Obadias a repreende. Barzilai conversa com Obadias sobre esconder Chaya no palácio. Jezabel manda chamar Nabote e Tadeu até o palácio. Nabote pede à Jezabel que liberte seus amigos Micaías e Noam. Jezabel diz que pode atender o pedido com a condição de que Tadeu fique no palácio.

Capítulo 36
Nabote pergunta a Jezabel porque quer que Tadeu fique no palácio e ela responde que quer que ele ensine a produzir vinhos maravilhosos. Tadeu aceita ficar no palácio. Obadias e Barzilai ficam chocados quando Nabote diz a eles que Tadeu ficará no palácio em troca de Micaías e Noam. Jezabel não deixa Acabe sair do quarto e o seduz incansavelmente. Acabe quer ir para a sala do trono e ela não deixa ele levantar da cama, seduzindo, beijando e abraçando-o. Nabote visita Hannah e Temina na casa de Baltazar e diz que Jezabel suspendeu as buscas e o sacrifício de Chaya e a libertação de Micaías e Noam, mas em troca exigiu que Tadeu ficasse hospedado no palácio e elas se chocam. Jezabel deitada sobre o peito de Acabe diz que tem um pedido a fazer. Acabe desconfia e pergunta do que se trata. Jezabel pede autorização para derrubar os altares do Deus de Israel. Acabe fica preocupado com o pedido e diz que isso provocaria a ira do povo. Jezabel justifica que Samaria precisa ser unificada e não ter mais divisões representadas pelos altares.

Capítulo 37
Hannah visita Tadeu no palácio e passa mal. Tadeu a segura. Hannah diz que só vai embora com o marido, caso contrário ela não sai do palácio. Jezabel chega. Hannah discute com Jezabel. Yarin faz um novo curativo na mão de Noam que teve os dedos decepados. A ferida está infeccionada. Emanuel oferece vender sua loja para um homem rico. Levi diz a ele que vai se encarregar dessa despesa. Emanuel diz que não tem mais condições de manter os negócios e a família passa fome, além de não ter dinheiro para pagar um médico para Noam. Levi oferece suas moedas de quando trabalhava em Judá. Levi diz a Emanuel que vai buscar um médico para cuidar de Noam. Temima e Obadias tentam consolar Hannah que está inconformada e chora. Queila prepara comida e Elias brinca com Baruch. Queila derrama azeite da botija em uma panela e se admira por não acabar. Queila diz a Elias que não para de se surpreender com a abundancia do azeite e da farinha que nunca acaba. Queila aproveita e pergunta para Elias porque ele não pede ao seu Deus que acabe com a seca, pois o povo está morrendo em Samaria. Elias responde que o povo só reconhece a Deus quando está sofrendo. Jezabel sentada na sala do trono manda chamar Phineas. Acabe ainda no leito. Jezabel diz a Phineas que quer redecorar o palácio com estatuetas de Baal e Aserá. Phineas fica maravilhado. Aisha invade o quarto de Acabe que está dormindo e o acorda. Aisha diz a Acabe que Tadeu está preso no palácio e que foi Jezabel quem obrigou a ficar hospedado com o intuito de seduzi-lo.

Capítulo 38
Acabe diz à Aisha que o que ela disse é muito grave. Aisha diz que é tudo o que se ouve nos corredores, que Jezabel quer Tadeu em seu leito. Acabe fica extremamente contrariado. Jezabel entra no aposento e fulmina Aisha com o olhar. Acabe pede para que Aisha se retire para falar com Jezabel. Acabe com ciúme. Os dois discutem por causa de Tadeu. No harém, Jezabel adentra como um furacão e vai em direção à Aisha. As duas batem boca e Jezabel diz que não irá revidar o que ela fez, tentando coloca-la contra o rei. Jezabel visita os aposentos de Tadeu e intima-o para fazer a refeição da noite com ela. Ela se aproxima de Tadeu, cheira seu pescoço, o cobiçando. Acabe e Jezabel jantam, mas ela apenas belisca algumas uvas e diz que quando terminar, irá fazer alguns rituais rotineiros e pede para ele não espera-la. Obadias diz a Tadeu que a refeição será servida e Tadeu diz que não irá. Obadias aconselha Tadeu a não afrontar a rainha. No outro dia, Jezabel chama Tadeu na sala do trono e pede que ele ensine Isaac a arte de fazer um bom vinho. Depois de alguns dias, Acabe diz à Jezabel que foram os sete dias mais prazerosos que já teve com sua rainha. Jezabel diz que o sétimo dia ainda não acabou e que tem uma surpresa para o rei à noite. Jezabel chama os generais Barzilai e Hannibal e dá ordem para destruírem todos os altares do Senhor em Samaria.

Capítulo 39
Barzilai contesta Jezabel sobre a destruição dos altares e diz que Acabe não permitiria tamanha atrocidade. Jezabel sorri, mas logo fica séria e diz que o rei está ciente. Tadeu agradece a Isaac e diz que fez um bom trabalho na preparação do vinho. Hannibal dá orientação aos soldados de como proceder para destruir os altares. Barzilai fica arrasado. Jezabel elogia o vinho produzido por Tadeu, que retribui a Isaac o elogio. Queila está preocupada com Baruch que está fraquinho. Acabe vai até a sala do trono e vê tudo modificado. Saulo diz que organizou as novas vestes reais conforme determinação da rainha. Acabe olha furioso para o ambiente modificado. Acabe manda chamar Jezabel e Saulo diz que ela não está. Zedequias bebe vinho ao lado do rei Acabe e diz que as mudanças no palácio foram ousadas. Acabe nomeia Zedequias como seu conselheiro pessoal. Jezabel organiza uma apresentação de dança no templo de Baal e encanta Acabe com seus movimentos. A música cessa com as sacerdotisas todas aos pés de Jezabel que se sobressai, poderosa. Jezabel diz que um novo tempo começa em Israel. Um tempo em que somente Baal e Aserá reinarão.

Capítulo 40
Jezabel e sua comitiva levam pães já cortados para o povo de Samaria. Jezabel diz ao povo que isso é uma dádiva dos deuses fenícios. O povo grita em coro um sonoro "viva a rainha". Aisha está com Acabe no leito e pergunta se ele está ouvindo o barulho de fora. Aisha diz que o povo está sendo manipulado por Jezabel. Acabe diz que Deus os abandonou. Zedequias ouve a conversa. Raquel leva um pedaço de pão para casa e Yarin pergunta onde ela conseguiu o alimento. Raquel confessa que roubou o pedaço de pão do templo de Baal. Obadias entra no palácio com dois cachorros enormes. Obadias diz a Acabe que são presentes do rei Onri ao rei Etbaal. Jezabel contrariada diz que não quer os animais no palácio. Acabe acaricia os cães e diz que eles ficarão no palácio. Sidônio beija Joana que fica mexida. Acabe chama Obadias, Hannibal e Barzilai e diz que fez o decreto de que todos em Israel devem adorar Baal e Aserá. Hannibal feliz, Odadias abatido ainda mais com o decreto. Jezabel sorri. Jezabel convida Tadeu para irem ao palácio novo. Aisha conversa com Jaali e Getúlia e diz que Acabe nunca lhe obrigará a cultuar outros deuses. Aisha sente um dor muito forte. Ela olha para suas vestes e vê uma mancha de sangue e se assusta. Queila muito nervosa, tentando dar de beber a Baruch que está mole, febril. Queila volta do aposento, sem notar que Baruch está caído no chão. Queila percebe que Barcuh está desacordado e tenta socorrê-lo, desesperada. Queila encosta o ouvido na direção do coração de Baruch e estarrecida, constata sua morte.

Capítulo 41
Queila em profundo sofrimento, chorando muito, fala com o filho morto. Hanniball na sala do trono diante de Acabe e Jezabel, diz que vai partir com Adad para Sarepta. Jezabel ordena que não falhe e traga Elias vivo. O médico diz à Aisha que o seu estado inspira muito cuidado. Jezabel com um leve sorriso nos lábios. Elias chega e se depara com a desolação de Queila agarrada a Baruch, morto no chão. Queila olha com revolta para o profeta. Elias pega a criança no colo e o leva para o aposento e o coloca sobre o leito. Elias ora a Deus para que ressuscite a criança. Na sala, Queila está aos prantos, no chão. Deus ressuscita Baruch através da oração de Elias. Baruch grita pela mãe. Baruch vai correndo até Queila que fica assombrada com o que vê. Samira diz à Joana que ela está se esquecendo de quem ela é. Dido e Batnoam zombam dela. Sidônio propõe que Joana fuja do palácio. Joana com receio, fica pensativa. Obadias procura por Joana no palácio e não a encontra. Phineas acoberta a fuga de Sidônio e Joana do palácio. Eliseu e mais profetas sobrem o Monte Carmelo para orar ao Senhor. Barzilai, Emanuel, Micaías e Raquel chorando copiosamente. Elias está na fachada da casa de Queila, ouve uma voz dizendo que enviará chuva sobre a terra. Elias abre um largo sorriso e olha para o céu.

Capítulo 42
Baruch está brincando próximo de casa e Queila o observa. Baruch sai correndo. Hannibal, Adad e mais soldados entram na cidade. Queila chama por Baruch que já se afastou bastante. Queila corre atrás do filho, mas Hannibal é mais veloz, montado em seu cavalo e recolhe Baruch do chão. Queila grita desesperada. Obadias pergunta para Sidônio onde levou sua filha. Sidônio responde que Joana saiu do palácio por conta própria. Acabe avisa à Aisha que vai cavalgar com Obadias e pede que obedeça às ordens médicas. Sidônio diz a Phineas que a presença de Joana na taberna tem que ser mantida em segredo. Raquel quer conversar com Micaías, mas ele não lhe dá atenção. Raquel chora e seu pai percebe. Jezabel e Tadeu com vestes fenícias, entram na sala do trono. Tadeu pergunta à Jezabel quando poderá ver sua família, ela responde que após tomar seu banho. Jezabel se vira e vai retirando suas roupas. Tadeu, surpreso, desvia o olhar. Obadias cansado, cavalgando ao lado do soldado e não encontra pasto. Obadias faz menção de voltar, mas percebe alguém ao longe. Obadias encontra com Elias. Hannibal vai até a casa de Barzilai e diz que não encontrou Elias, mas encontrou Queila e Baruch. Odadias diz a Acabe que não encontrou nada, estava tudo seco, sem vida. Obadias diz que encontrou Elias e que ele quer fala com o rei. Acabe chega em Elias, desmonta do cavalo e se aproxima dele.

Capítulo 43
Elias e Acabe se encaram. Elias diz a Acabe que ele não confiou no Senhor e se uniu a Baal. Acabe diz que fez isso para salvar Israel das mãos dos assírios. Elias desafia Acabe e pede para reunir o povo de Israel no Monte Carmelo e também quatrocentos e cinquenta sacerdotes de Baal e mais quatrocentos do poste-ídolo de Aserá. Acabe questiona se é para morrerem em martírio. Elias o desafia, dás as costas para Acabe e parte. Acabe o observa confuso. Hannibal conta a Barzilai que Queila e Baruch estão escondidos perto de Samaria. Barzilai sorri, emocionado. Samira pede a Miguel que pressione Sidônio para dizer o paradeiro de Joana. Sidônio parte para Jezreel e se despede de Joana com um beijo. Jezabel e Tadeu visita a casa de Nabote. Hannah fica furiosa com a presença da rainha. Jaali diz à Aisha que Dido é amante do rei. Barzilai vai ao encontro de Queila que fica emocionada ao vê-lo. Barzilai diz que ela e Baruch precisam entrar na cidade. Barzilai os leva para a entrada dos portões e ele diz que eles precisam entrar sozinhos, e que ele segue logo atrás. Micaías vai até a casa de Raquel e lhe pede perdão. Os dois num impulso se abraçam, emocionados. Hannah com ciúme de Tadeu diz que irá voltar para a casa dos pais. Queila está hospedada na casa de Barzilai. Ela aproveita e diz toda a verdade para Barzilai, que Baruch é filho de Hannibal e que por isso ele não vai denuncia-la para Jezabel. Barzilai fica chocado.

Capítulo 44
Barzilai fica decepcionado com Queila ao saber que Baruch é filho de Hannibal. Barzilai diz a Levi, Queila e Baruch que Elias convocou a todos para irem ao Monte Carmelo. Acabe chega ao Monte Carmelo e encontra com Elias. Elias se encaminha para uma área mais destacada e se dirige aos israelitas e diz em voz alta que todos vão testemunhar que há apenas um Deus. Pigmaleão e Thanit rebatem a afirmação de Elias. Elias e Acabe se desafiam. Elias pede que tragam dois bezerros, dividam em pedaços e coloque sobre a lenha, mas não coloquem fogo ainda. Pigmaleão e Thanit questionam que desafio é esse. Elias diz a Pigmaleão e Thanit que invoquem a Baal e que ele invocará a Deus e quem responder com fogo na lenha, este será o Deus verdadeiro. Acabe fica visivelmente incomodado com o que vê. Elias debocha dos sacerdotes e sacerdotisas de Baal e Aserá e pedem que gritem mais alto. Elias pede ao povo que se aproxime. Ele restaura o altar, enquanto os profetas de Baal estão no chão cansados ou passando mal. Elias pede que derramem água sobre o holocausto e sobre a lenha. Elias de joelho diante do altar, clama a Deus. Um grosso feixe de fogo cai sobre o holocausto consumindo a lenha e as pedras, inclusive a água, formando um círculo de fogo ao redor do altar. Todos se maravilham, as mulheres se abraçam e os soldados vibram, enquanto Acabe fica perplexo. Às margens do rio Quisom, Elias se aproxima de Pigmaleão e Thanit com uma espada na mão e diz que eles enganaram e cegaram o povo de Israel e que pagarão por suas abominações. Elias enfiam a espada na barriga de Pigmaleão que cai morto. Depois retira a espada e mata Thanit e um a um todos os sacerdotes e sacerdotisas de Ball e Aserá. Acabe, Obadias, IB e Barzilai passam pelos corpos em direção a subida ao Monte. Tadeu acorda ao lado de Zezabel sem roupa, e não se lembra de nada que aconteceu. Acabe se preparando para partir de volta ao palácio. Acabe ordena que Obadias volte para Samaria e avise a todos da vitória de Elias. Acabe diz que vai voltar para Jezreel e dará a notícia para Jezabel. Uma chuva forte cai e Elias montado em um cavalo diz a Acabe que vai guia-lo até Jezreel.

Capítulo 45
Queila fica emocionada ao ver a forte chuva caindo. Micaías diz à Raquel que quer se casar com ela. Raquel sorri, mal se cabendo de felicidade. Micaías e Raquel se beijam. Obadias encontra Joana na rua. Ele pede para ela voltar para casa, mas ela recusa e diz que irá se casar com Sidônio. Obadias diz que não permitirá e Joana o desafia. Joana diz a Sidônio que já avisou o seu pai que irá se casar. Sidônio diz que não vai se casar com ela. Joana fica chocada. Sidônio vai à casa de Obadias para conversar sobre Joana. Os dois discutem e Obadias manda Sidônio sair de sua casa. Elias encontra com Nabote que se emociona e eles se abraçam. Safate e Hannah felizes com o retorno de Eliseu, que está abraçado à Dalila e conta as novidades. Eliseu conta que Elias executou os sacerdotes de Baal no rio Quisom e que depois subiu ao cume do Monte Carmelo e a chuva não tardou a cair. Hannibal fica extremamente chocado ao ouvir de Barzilai que Pigmaleão e Thanit estão mortos e todos os sacerdotes e sacerdotisas de Baal e Aserá. Jezabel está ávida para ouvir a resposta de Acabe, que está muito molhado da chuva. Acabe diz à Jezabel que Elias matou todos os sacerdotes de Baal e Aserá. Jezabel fica irada.

Capítulo 46
Jezabel chama Acabe de imbecil e o encara intensamente. Jezabel grita por Hannibal que vai ao seu encontro rapidamente. Jezabel diz para Hannibal ir à casa de Nabote e avisar Elias que ela irá mata-lo. Barzilai ao lado, escuta a conversa. Acabe observa tudo sem interferir. Jezabel ordena que Hannibal reúna todos os homens e traga a cabeça de Elias. Hannibal sai às pressas. Barzilai tenta chegar antes à casa de Nabote para avisar Elias sobre a ameaça de Jezabel. Sidônio conversa com Adad sobre Joana e eles riem. Miguel chega e dá um soco em Sidônio e os dois começam a brigar. Adad entra na briga e segura Miguel que leva vários golpes de Sidônio. Joana diz à Samira e Adama que não voltará ao palácio. Hannibal com os soldados cavalgam à toda velocidade pelas ruas em direção a Nabote. Barzilai chega a tempo e avisa Elias que ele precisa fugir. Elias diz que não vai a lugar nenhum. Barzilai segura o servo e diz que ele deve falar para Jezabel que Elias não está. Elias parte. Hannibal e os soldados desmontam dos seus cavalos, embainham suas espadas e vão em direção à casa de Nabote, mas Safate, Eliseu e Dov saem ao seu encontro. Hannibal pede que entreguem Elias, e eles dizem que o profeta não está. Hannibal manda vasculhar tudo. Elias caminhando em silêncio, pesaroso, abatido. O servo diz à Jezabel que Elias não estava lá. Barzilai diz que chegou primeiro e avisou que ele morreria. Jezabel diz que ele alertou Elias para fugir. Acabe mente e diz que foi a pedido dele que fez isso. Jezabel fulmina Acabe com o olhar. Jezabel explodindo de raiva, mas contida. Hannibal chega e diz que não encontrou Elias. Jezabel chateada, olhando para fora de sua janela. Ela avista Tadeu ao longe com uma lamparina, saindo da casa. Jezabel vai ao seu encontro. Tadeu pergunta o que aconteceu naquela noite. Jezabel se aproxima de Tadeu. Eles se encaram por um tempo até que se beijam calorosamente.

Capítulo 47
Jezabel chama Acabe de imbecil e o encara intensamente. Jezabel grita por Hannibal que vai ao seu encontro rapidamente. Jezabel diz para Hannibal ir à casa de Nabote e avisar Elias que ela irá mata-lo. Barzilai ao lado, escuta a conversa. Acabe observa tudo sem interferir. Jezabel ordena que Hannibal reúna todos os homens e traga a cabeça de Elias. Hannibal sai às pressas. Barzilai tenta chegar antes à casa de Nabote para avisar Elias sobre a ameaça de Jezabel. Sidônio conversa com Adad sobre Joana e eles riem. Miguel chega e dá um soco em Sidônio e os dois começam a brigar. Adad entra na briga e segura Miguel que leva vários golpes de Sidônio. Joana diz à Samira e Adama que não voltará ao palácio. Hannibal com os soldados cavalgam à toda velocidade pelas ruas em direção a Nabote. Barzilai chega a tempo e avisa Elias que ele precisa fugir. Elias diz que não vai a lugar nenhum. Barzilai segura o servo e diz que ele deve falar para Jezabel que Elias não está. Elias parte. Hannibal e os soldados desmontam dos seus cavalos, embainham suas espadas e vão em direção à casa de Nabote, mas Safate, Eliseu e Dov saem ao seu encontro. Hannibal pede que entreguem Elias, e eles dizem que o profeta não está. Hannibal manda vasculhar tudo. Elias caminhando em silêncio, pesaroso, abatido. O servo diz à Jezabel que Elias não estava lá. Barzilai diz que chegou primeiro e avisou que ele morreria. Jezabel diz que ele alertou Elias para fugir. Acabe (mente) e diz que foi a pedido dele que fez isso. Jezabel fulmina Acabe com o olhar. Jezabel explodindo de raiva, mas contida. Hannibal chega e diz que não encontrou Elias. Jezabel chateada, olhando para fora de sua janela. Ela avista Tadeu ao longe com uma lamparina, saindo da casa. Jezabel vai ao seu encontro. Tadeu pergunta o que aconteceu naquela noite. Jezabel se aproxima de Tadeu. Eles se encaram por um tempo até que se beijam calorosamente.

Capítulo 48
Hannibal fica furioso ao ver Jezabel e Tadeu se beijarem. Joana pede a Phineas que contrate alguém para limpar seu aposento, pois assim nenhum cliente vai quere-la com as mãos ásperas e a aparência cansada. Phineas convida Temima para trabalhar na limpeza da taberna. Acabe chega de viagem, exausto. Acabe decide deixar Barzilai no comando do exército até segunda ordem. Dido está no aposento de Acabe com um vestido sensual. Acabe pergunta o que ela está fazendo no seu aposento. Dido sussurra no ouvido de Acabe e o beija. Acabe se entrega. Barzilai diz à Queila que acredita que o rei Acabe vai se separar de Jezabel e devolvê-la ao pai. Queila comemora com Baruch. Barzilai diz a Levi que precisa que ele vá ao palácio com ele pois será integrado ao exército. Acabe diz à Aisha que decidiu se separar de Jezabel e ela se surpreende. Tadeu diz à Hannah que vai partir para Samaria e ela fica contrariada. Acabe conversa com Barzilai sobre querer devolver Jezabel para o seu pai. Jezabel entra na hora e pergunta se o rei pretende mandar a mãe do herdeiro do trono de Samaria embora.

Capítulo 49
Acabe pergunta se Jezabel está grávida. Jezabel blefa ao dizer que seu filho terá que nascer na Fenícia. Jezabel diz que só fica em Samaria se for feito justiça à morte aos sacerdotes e exige a cabeça de Elias. Temima diz à Raquel que vai trabalhar na taberna de Phineas e ela fica chocada. Miguel diz a Obadias que sua filha está se prostituindo e ele fica arrasado. Jezabel manda chamar Hannibal até o palácio. Jezabel beija Hannibal e deixa Tadeu incomodado, com ciúme. Ela diz para ele não se aproximar de Tadeu. Hannibal desabafa para IB e ele diz que precisa esquecer Jezabel. IB sugere que Hannibal faça ciúme para Jezabel ficando com outra mulher e ele gosta da ideia. Queila faz um jantar e serve Levi e Baruch. Barzilai diz que vai jantar na taberna. Queila se recolhe, amuada. Levi fica sem graça. Raquel vai a taberna de Phineas que está lotada de homens e pede para demitir Temima. Temima responde que está lá por conta própria e pede que ela vá embora. Raquel fica inconformada, sai da taberna e vai embora. Raquel percebe que está sendo seguida na rua. Um homem corre e alcança Raquel, segurando-a pelo braço. Homem derruba Raquel que cai sobre um monte de entulho. Ele a ameaça com um punhal. Raquel se debate e chora, tentando se desvencilhar. O homem desamarra sua calça e deita por cima de Raquel que grita de pavor.

Capítulo 50
Raquel volta para casa. Ela caminha com dificuldade, pernas cambaleantes, com uma parte da veste rasgada. Joana se maqueia e Phineas entra em seu aposento e diz que ela está atrasada e que tem clientes esperando. Phineas apresenta Joana aos clientes da taberna com o nome de Immi-Ashtart como ela quer ser chamada a partir de agora. Ela desfila entre as mesas. Joana encara Sidônio, que fica boquiaberto. Barzilai chega ali e fica chocado ao ver Joana toda produzida, dançando sensual. Phineas pede para Temima servir a mesa de Barzilai e ele se choca mais uma vez ao vê-la ali. No templo de Baal, Hannibal se aproxima de Anaid e os dois bebem vinho. Hannibal beija Anaid. Barzilai fica bêbado e conversa com Phineas. Joana retorna ao seu aposento e Sidônio vai atrás dela. Joana, firme, pede que nunca mais ele entre nos aposentos dela sem bater na porta. Sidônio tenta beijá-la, mas Joana se afasta e o expulsa do quarto. Yarin conversa com Raquel, que não para de chorar. Yarin pensa que ela está chateada com o seu pai, e Raquel diz que não é nada disso. Yarin diz que ela não precisa ter medo do casamento. Micaías aguarda por Raquel. Raquel sai do quarto com Yarin e vai até a Micaías, mas ela está muito abatida. Queila se arruma para sair de casa e ir até Hannibal e dá de cara com Levi, que intervém. Queila diz que precisa falar com Hannibal, mas Levi diz que ele mesmo vai chamar o general. Levi dá o recado a Hannibal e Barzilai vê os dois conversando. Levi conta que Queila pediu para chamar Hannibal e Barzilai fica visivelmente alterado, mas tenta conter o ciúme. Hannibal vai até Queila e pergunta se aconteceu algo com Baruch. Queila pede a Hannibal que a leve de volta à Sarepta. Micaías e Raquel conversam sobre os preparativos do casamento, mas Raquel está distante nos pensamentos, aflita. Micaías segura na cintura de Raquel, mas ela reage assustada, agressiva e empurra Micaías e diz para não encostá-la. Micaías se assusta. Hannibal se nega a levar Queila de volta para Sarepta. Queila chora. Barzilai chega e vê Hannibal e Queila abraçados.

Capítulo 51
Queila diz para Barzilai que ela e Hannibal não são amantes. Jezabel tenta convencer Acabe a fazer outro ritual. Jezabel diz a Acabe que dispensou Tadeu. Barzilai e Hannibal discutem e acabam se enfrentando com espadas. Hannibal vai até Acabe e acusa Barzilai de tentar matá-lo. Acabe destitui Barzilai do cargo de comandante do exército. Queila conversa com Levi e diz que vai retornar à Fenícia. Queila pede para Levi chamar Baruch para jantar enquanto coloca a mesa. Levi não encontra Baruch.

Capítulo 52
Levi sai às pressas para procurar Baruch. Micaías sugere a Raquel esperar um pouco mais para o casamento. Raquel chora silenciosamente e assente. Raquel vai para o seu quarto e relembra o que aconteceu naquela noite. Jezabel comenta com Hannibal que mandou preparar outro ritual para os deuses e o convida. Jezabel diz que Anaid será oferecida em sacrifício e Hannibal se surpreende. Levi encontra. Barzilai e conta que Baruch fugiu. Queila se disfarça e vai às ruas procurar por Baruch. Samuel descobre Queila e a captura e a leva para o palácio. Barzilai vai até o palácio e é impedido de entrar. Queila se desespera e diz que Baruch está desaparecido. Jezabel diz à Queila que ela vai retornar à Fenícia. Jezabel pede para chamar Anaid e ela vem trazendo Baruch.

Capítulo 53
Jezabel pergunta à Queila quem é o pai de Baruch. Queila se recusa a dizer quem é o pai de Baruch. Jezabel decreta que o menino seja levado para uma prisão na Fenícia e Queila se desespera. Aisha consola Queila e diz que vai falar com Acabe para interver na prisão do filho. Ib aconselha Hannibal a matar Queila. Hannibal dá ordem para Ib matar Queila. Acabe e Dido se encontram no palácio, mas Dido resiste com medo de Jezabel. Obadias visita Queila em seu aposento. Barzilai fica muito abalado com a prisão de Queila e Baruch e desabafa com Levi e Eliseu. Na saída de Obadias do quarto de Queila, Ib se certifica de que não há ninguém olhando e vai até o quarto de Queila com uma adaga. Queila acorda com Ib com sua adaga em cima dela, que grita por socorro.

Capítulo 54
Queila é ferida. Hannibal chega e ela pede que tire Baruch dali. Acabe e Jezabel perguntam o que aconteceu e pedem para chamar um médico. Barzilai chega e vê a situação de Queila e se desespera. Barzilai pede perdão à Queila. Barzilai beija a mão de Queila em profundo sofrimento. Grande burburinho entre os soldados sobre a morte de Ib. Soldados fenícios ficam indignados e perguntam quem matou o capitão Ib. O médico avalia o estado de saúde de Queila e Barzilai fica preocupado. Baruch pede para ficar com a mãe. Barzilai conversa com Baruch. Leah conversa com Raquel e se apavora ao ver o homem que a violentou. Raquel sai correndo.

Capítulo 55
Raquel corre pelas ruas de Samaria e tropeça em Micaías. Ela se joga em seus braços, tremendo de medo. Leah vem em seguida e tenta explicar o que aconteceu. Micaías abraça Raquel e a conduz para casa. Acabe ordena que Queila e Baruch fiquem na casa de Barzilai e Jezabel fica enfurecida. Raquel revela o que aconteceu com ela na noite em que desobedeceu seu pai e Micaías. Raquel revela que está grávida. Micaías fica chocado. Barzilai pede Queila em casamento. Barzilai não se contém de felicidade e a beija. Micaías diz a Inlá que não sabe lidar com a situação de Raquel. Elias é alimentado por um anjo com pão e água. Elias segue caminhando pelo deserto. Raquel dá à luz David. Aisha alimenta seu bebê com papinha. Jezabel dá à luz pelas mãos de um parteira. Batnoam e Getúlia a confortam enquanto Adama e Samira colocam compressas frias na testa de Jezabel. Nasce Acazias. Acabe, feliz, sorridente e orgulhoso, segura o bebê. Anaid fica pronta para mais um ritual. Ela entra no templo e olha para trás, triste.

Capítulo 56
Raquel visita Micaías, que está barbudo, sujo e rasgado. Micaías pede perdão à Raquel. Joana visita Samira no palácio. Raquel apresenta David a Micaías. Jezabel diz a Acabe que está cansada de ficar no palácio e quer voltar para Jezreel. Acabe reprova e diz que Acazias é muito novo para viajar. Ela diz que vai sozinha e Acabe fica furioso. Tadeu feliz ao lado de Hannah. Tadeu diz à Hannah que vai à Samaria. Elias volta à Samaria e visita Eliseu, que fica extremamente feliz. Dalila fica incomodada com a presença do profeta. Micaías pede a Emanuel a mão de Raquel em casamento. Acabe conversa com Aisha e diz que não concorda com Jezabel de viajar e deixar o filho com as servas. Phineas e Dido se encontram às escondidas. Eliseu está arando a terra e conversa com Elias. O profeta diz que ele o sucederá na missão de Deus. Elias retira o seu manto e o coloca sobre Eliseu, que fica emocionado. Dalila vem se aproximando e vê Eliseu com o manto de Elias e fica chocada.

Capítulo 57
Eliseu com o manto de Elias. Dalila em choque ao ver o filho do profeta. Eliseu diz à Dalila que é um escolhido e Dalila desaba a chorar. Eliseu abraça Dalila carinhosamente. Jezabel decide que, por causa da traição de Phineas, sua taberna seja propriedade de Joana. Micaías convida Raquel para um passeio e pede para levar David também. Phineas bebe e chora sem parar na taberna e Joana não entende o motivo. Uriel chega na taberna e dá o recado do rei à Joana de que o estabelecimento será dela. Joana se empolga com a notícia, sobe em uma mesa e comemora. Phineas fica arrasado. Joana tira a vassoura da mão de Temima e dá para Phineas. Tadeu ouve uma conversa entre soldados sírios disfarçados de um ataque a Samaria. Tadeu conta para Nabote o que ouviu. Nabote volta para Jezreel e pede para Tadeu avisar em Samaria. Nabote encontra a comitiva de Jezabel e explica o que ouviu. Tadeu avisa a Acabe que o exército sírio marcha em direção à Samaria.

Capítulo 58
Acabe convoca os profetas e pergunta a eles se vão vencer a batalha contra os sírios. Zedequias engole em seco. Hannibal dá o recado aos soldados sobre o exército Sírio. Joana dá ordens a Phineas para limpar a taberna. Miguel arruma as trouxas para partir para a guerra e Samira diz que está grávida dele. Acabe fica contrariado com a volta de Jezabel para Samaria. Ela diz que voltou por causa da guerra, mas Acabe responde que ela voltou por causa de Tadeu. É quando Tadeu entra e Acabe o fuzila com o olhar. Naamã entra na taberna disfarçado de comerciante estrangeiro e Phineas o atende. Acabe discursa diante de todos na sala do trono. Joana chega deslumbrante. Obadias fica arrasado. Acabe fica surpreso com a beleza de Joana. Próximo à Samaria, o rei Bem-Hadade volta o seu cavalo para o seu exército e aponta para Samaria.

Capítulo 59
Bem-Hadade pede para o general Abbas que os soldados apaguem metade das tochas e não toquem mais os tambores, pois estão próximos de Samaria. Barzilai, Adad e Hannibal verificam se os soldados estão a postos de acordo. Barzilai diz a Levi e Miguel que caso a muralha cair e a cidade for invadida que eles se protejam na caserna. Jezabel diz a Acabe que devem fazer um ritual a Baal para que dê a vitória. Acabe pergunta a Zedequias o que ele acha. Joana tenta falar com Obadias, mas ele a ignora. Miguel avisa que os sírios chegaram. Hannibal pede que aguardem seu comando. Bem-Hadade diz ao exército que vão esperar o dia amanhecer para atacar. Acabe discursa na entrada dos portões de Samaria. Exército sírio marcha em direção a Samaria. Acabe, Hannibal e Adad e Barzilai não acreditam no que veem.

Capítulo 60
Exército Sírio em enorme quantidade se aproxima. Acabe diz a Hannibal, Barzilai e Adad que eles são três vezes maiores e Hannibal sugere que recuem. Exército Sírio ataca soldados israelitas e dizima todos que permanecem no campo de batalha. Rei Bem-Hadade comemora a vitória. Jezabel humilha Acabe por ele ter fugido da guerra e ele fica furioso. Jezabel manda chamar Tadeu. Ela o provoca a ponto dele não resistir, os dois se beijam. Acabe é consolado por Aisha. O rei Bem-Hadade exige os servos do palácio, as esposas de Acabe e os bens do rei em troca de não atacá-los. Acabe recusa fazer acordo com Bem-Hadade. Bem-Hadade recebe a notícia de que Acabe não obedecerá suas exigências. A tenda dos soldados sírios é atingida por flechas de fogos.

Capítulo 61
Acabe e os soldados israelitas atacam o acampamento sírio e eles se desesperam e fogem. Acabe comemora a vitória sobre os sírios e bebe vinho. Barzilai volta para casa e é recebido por Queila e Baruch. Baruch chama Barzilai de pai e ele se emociona. Samira se surpreende ao ver Miguel que também voltou da guerra. Miguel beija Samira e depois abaixa para beijar a barriga de Samira. Acabe diz que um dos profetas declarou a vitória. Jezabel chega na hora e o corrige dizendo que a vitória foi dos deuses e o lembra do ritual que fez. Acabe desconversa e pergunta pelo filho. Tadeu manda chamar Jezabel e diz que o caso entre eles chegou ao fim, e eles discutem. Eliseu volta para casa e encontra com Hannah. Eliseu confessa que ia até Samaria para se encontrar com Jezabel. Hannah fica decepcionada. Micaías se casa com Raquel. Jezabel aparece na cerimônia de casamento de Micaías e surpreende a todos. Jezabel diz a Acabe que quer dar uma festa e ele concorda. Ela pede que tenha mais vinho de Nabote. Hannibal vai até Tadeu e diz que a rainha fará uma festa e convidou ele e sua família.

Capítulo 62
Tadeu recusa o pedido de Jezabel. Hannibal diz que é uma ordem. Bem-Hadade diz ao general Abbas e o capitão Hazel e Naamã que não se conforma em terem perdido a batalha contra Israel. Jezabel diz para Acabe que ele está usando recursos demais para o treinamento dos soldados. Jezabel revela a Acabe que está grávida. Joana revela à Samira que está grávida também. Micaías confessa a Inlá que seu casamento com Raquel ainda não foi consumado. Tadeu e Hannah discutem. Jezabel diz à Dido que ela pagará seu castigo na festa. Dido fica petrificada. Naamã se infiltra na taberna de Phinéas e colhe informações sobre o treinamento dos soldados através de Joana e Sidônio e eles não percebem. Jezabel adentra a sala do trono belíssima e caminha imponente. Todos os convidados voltam seus olhares para a rainha. Tadeu não consegue disfarçar a admiração por ela. Jezabel sorri e vai na direção de Tadeu.

Capítulo 63
Jezabel olha para Tadeu que desvia o olhar. Jezabel agradece a todos por comparecerem ao palácio. E faz um agradecimento à família Nabote. Jezabel anuncia a vinda do segundo filho e todos ficam surpresos. Tadeu com um semblante preocupado. Jezabel dá um presente de casamento para Raquel e Micaías e entrega para Rebeca. Acabe fica surpreso com a atitude de Jezabel e quer saber do que se trata o presente. Rebeca abre a caixa e vê que é uma joia. Acabe acha deslumbrante e Inlá diz que não pode aceitar o presente. Jezabel não aceita a desfeita. Jezabel faz outro pronunciamento e pede que Queila se aproxime. Aisha defende Queila de Jezabel. Jezabel acusa diante de todos que Queila traiu o príncipe com o soldado IB e que Baruch não é seu sobrinho. Barzilai fica constrangido. Jezabel pede perdão à Queila e todos ficam desconfiados. Jezabel pede para Dido se aproximar e diz que tem mais um comunicado. Jezabel oferece Dido como serva para o casal Barzilai e Queila. Jezabel fala com Tadeu na cozinha do palácio sobre a possibilidade do filho que ela está esperando ser dele. Os dois se aproximam quase se beijando quando Hannah aparece.

Capítulo 64
Nabote pede perdão à Hannah pelas atitudes de Tadeu. Hannah vai até os aposentos de Jezabel. Dido diz à Queila que está sendo punida por Jezabel por ter se deitado com Acabe. Tadeu passa a noite na taberna. Um ano depois, Acabe e Jezabel conversam. Acabe diz à Jezabel que ela quer partir para Jezreel para encontrar a família Nabote. Acabe diz à Jezabel que Jorão tem as feições de Tadeu. Hannibal leva uma mensagem do rei Bem-Hadade em que os sírios esperam para a batalha. Tadeu agradece à Joana pela hospedagem na taberna. Acabe e os soldados avistam o imenso exército de Bem-Hadade. Micaías diz a Acabe que seu pai tem uma mensagem de Deus para ele. Acabe pergunta a Inlá se Israel sucumbirá na batalha.

Capítulo 65
Embate entre exército Sírio e exército de Israel em número muito menor. Acabe pede para Hannibal avisar aos soldados que a batalha vai começar. Bem-Hadade é humilhado na batalha e recua. Micaías diz a Inlá que sua profecia se cumpriu ao dizer que derrotariam os sírios. Acabe ordena que todo o exército sírio seja morto dentro ou fora da muralha. Naamã ameaça os soldados para que abram os portões de Samaria ou morrerão. A muralha começa a ruir e soterrar os soldados sírios. Acabe diz a Barzilai que ainda não acredita no que acabou de ver com os próprios olhos, as muralhas virarem pó juntamente com os soldados sírios.

Capítulo 66
Ben-Hadade diz a Abbas não se conformar em ter sido derrotado. Acabe pede a Hannibal, Barzilai e aos soldados Levi, Miguel, Joel e Geazi, Sidônio que descansem. Inlá abraça Micaías. Acabe pede a um mensageiro que avise a rainha que prevaleceram sobre o inimigo. Abbas e Hazael vão até Acabe e dão o recado de Bem-Hadade para que lhê poupe a vida. Acabe diz que quer vê-lo. Acabe aceita o acordo de Bem-Hadade e o deixa partir. Naamã conversa com Hazael e diz que o plano de Ben-Hadade deu certo. Jezabel encontra com Tadeu na vinha. Dido avisa à Queila que a guerra acabou. Alguns dias depois, Acabe está um tempo em seu aposento, sem se alimentar e gera preocupação em Jezabel. Jezabel pede que Acabe reaja e manda ele se levantar. Acabe não obedece. Jezabel sugere e os dois vão até Nabote para comprar a vinha.

Capítulo 67
Nabote diz a Acabe que sua vinha não está à venda. Jezabel, extremamente irritada, com a prostração do marido. Acabe muito abatido e desgostoso. Jezabel diz a Hannibal que não aceita a recusa de Nabote. Sidônio entra no aposento de Joana e diz que não aguenta mais sua rejeição. Joana o expulsa e depois desaba a chorar. Dias depois, Aisha tentando animar Acabe, que continua deprimido. Jezabel despacha um rolo selado contendo vários papiros e o entrega a Uriel. Uriel parte com um leve semblante de preocupação. Jezabel sorri, satisfeita com seu plano. Abner comenta com Nabote sobre a nova ordem do rei e ele desconfia. Tadeu pergunta qual o motivo do jejum que o rei ordenou. Hannibal conversa com Jezabel e desconfia que o rei tenha enviado as cartas aos anciãos. Hannibal diz que ela está agindo assim por causa de Tadeu e Jezabel diz para ele esperar que verá.

Capítulo 68
Naamã e Hazael sequestram Samira, que cai em uma emboscada. Miguel pergunta por Samira à Joana que está na taberna. Joana desconfia de Phineas e pergunta onde está sua irmã. Phineas ameaça Joana que caso ela o denuncie, ele vai dizer que ela vendeu a própria irmã para um cliente estrangeiro. Joana se descontrola e quebra tudo que alcançar. Miguel pergunta à Joana por Samira e ela nega ter visto. Nabote e sua família são presos e julgados diante das pessoas e Jezabel ri, debochada. Os anciãos julgam Nabote e seus filhos de traição por descumprirem a ordem do rei acerca do jejum. Jezabel no alto de sua sacada do palácio, se diverte, enquanto saboreia algumas uvas.

Capítulo 69
O ancião se pronuncia e condena Nabote e seus filhos à morte por apedrejamento. Jezabel no alto da sacada do palácio, satisfeita. Isaac dá a notícia a Barzilai que Samira está desaparecida. Aisha diz a Acabe que o povo, seus filhos e o seu reino precisam dele. Acabe diz que está amaldiçoado e que será em vão tudo o que ele fizer. Aisha diz para ele se humilhar para Deus. Barzilai entra no aposento de Acabe e diz que Nabote e seus filhos estão sendo julgados por blasfêmia e que são acusados de morte. Nabote, Abner e Tadeu são apedrejados até a morte. Jezabel pede que Acabe se levante e tome posse de Nabote, mas ele fica sem entender. Uma voz diz a Elias para ele se encontrar com o rei Acabe. Kaleb e Zaniel diz à Jezabel que o plano foi concluído conforme o planejado. Jezabel faz o pagamento a eles com um saco de moedas. Joana em uma explosão de ódio, pega uma faca de cima da mesa e crava em Phineas. Leah dá à luz a um menino. Levi abraça fortemente Emanuel e Yarin, que se comovem, felizes. Joana conta a Sidônio que matou Phineas. Quando Joana chega em casa para mostrar o corpo a Sidônio, não encontra. Sidônio diz à Joana que ela precisa fugir e a leva para o templo de Baal. Acabe vai até Nabote. Ele olha cada detalhe do lugar, encantado.

Capítulo 70
Acabe e Elias se encontram. Elias ameaça Acabe e diz que sua posteridade será exterminada. Acabe fica impactado. Acabe rasga suas vestes diante de Elias, completamente desconsolado, apavorado. Hannibal conta à Jezabel que Acabe ficou transtornado com a conversa que teve com Elias. Adama encontra com Miguel e pergunta se ele descobriu o paradeiro de Samira. Ele faz que não com a cabeça, arrasado. Naamã, Hazael e Samira estão acampados na planície. Sidônio encontra com Joana no templo. Acabe está vestido de panos de saco. Aisha vê o marido à distância, prostrado. Ela fica penalizada, mas sorri. Acabe cai em prantos nos braços de Aisha. Jezabel pede que prepare a comitiva pois ela e Acabe retornarão para Samaria. Obadias recebe uma mensagem sobre o suposto paradeiro de Samira e as coordenadas. Obadias enrola o pergaminho e se prepara para partir. Obadias chega até Naamã e Hazael sob o olhar de Samira que grita pelo pai. Obadias pergunta o que querem em troca. Hazael diz a Obadias que entregue tudo sobre o exército e os planos de Acabe, suas estratégias, quantidade de soldados, armamentos, se caso não obedecer, Samira não será entregue. Obadias diz não saber nada a respeito. Naamã muda o pedido e quer que ele facilite a entrada deles no palácio. Naamã oferece a troca da liberdade de Samira pela vida do rei Acabe.

Capítulo 71
Obadias, diante de Naamã e Hazael, lamenta Samira não poder salvá-la. Os soldados desistem de matá-la, mas avisam que Obadias nunca mais verá a filha. Miguel fica revoltado com o sequestro de Samira e confronta Obadias. Acabe, em jejum, chora e se humilha a Deus. Elias volta a ouvir a voz celeste, que anuncia trégua por uma geração. O profeta tranquiliza Acabe. Vinte anos se passam, e Miguel recusa à filha, Milena, um passeio em companhia de Obadias.. Samira serve à Zara, esposa de Naamã. Inlá promete ensinar golpes de espada ao neto David. Acabe declara guerra à Síria para, com ajuda do exército de Judá, reaver as terras de Ramote-Gileade. Jezabel e Acazias fazem um pacto para que, em seu reino, o filho entregue Elias à morte. Temima conta a Sidônio o que sabe sobre a morte de Phineas e o sequestro de Samira. Josafá se apresenta a Acabe com sua comitiva. Jezabel provoca Josafá, e Acabe a repreende. Sidônio pede Joana em casamento. Atália humilha Jorão. Josafá confirma o apoio de seu exército a Acabe. Os profetas dão aval à guerra. Micaías adverte o rei sobre risco de morte, mas acaba sentenciado à prisão.

Capítulo 72
Raquel e familiares ficam indignados com a prisão de Micaías e se preocupam com o futuro de Israel. Jezabel reforça a Acabe que o apoia na decisão por declarar guerra. Barzilai promete à Queila que ele e Baruch voltarão vivos do combate. O exército israelita se posiciona em clima de apreensão. Acabe surge vestido como um soldado comum, para surpresa de todos. Josafá recrimina-o pelo disfarce, uma estratégia para matar Ben-Hadade. David se oferece para lutar com o pelotão. Ben-Hadade é alertado sobre os planos de Acabe e diz que o matará. Jorão fica preocupado diante da cobiça de Acazias ao trono do pai. Dias depois, soldados sírios se posicionam na entrada de Ramote-Gileade. Ben-Hadade discursa ao exército e diz que a morte de Acabe é prioridade. A guerra começa, e Israel fica em desvantagem. Abbas está prestes a dar um golpe fatal em Hannibal, mas é morto por Baruch. Naamã e Miguel se enfrentam. Josafá é confundido com Acabe, mas se livra de um ataque. Uma flecha lançada ao acaso atinge o peito de Acabe, que morre. Hannibal anuncia o fim do combate.

Capítulo 73
Joana está toda suja, decadente e encontra Adad. Joana pergunta por Sidônio. Adad mente e diz que Sidônio morreu. Adad humilha Joana. Raquel e Queila preocupadas porque não veem chegar da guerra Davi, Barzilai e Baruch. Milena fica feliz ao avistar Miguel que sobreviveu a guerra e corre em sua direção. Baruch e Barzilai chegam também e abraçam Queila. Jezabel pergunta a Odabias sobre Acabe e ele diz que o rei não sobreviveu. Acazias ouve a notícia da morte do pai. Jorão diz à Jezabel que a profecia de Micaías se realizou. Jezabel olha para ele com desprezo. Obadias dá a notícia da morte à Aisha e Laila. Anaid mente para Sidônio e diz que Joana foi embora. Hannibal diz a Adad para não contar o paradeiro de Joana e que ela está se prostituindo próximo ao açude. Jezabel ordena que Hannibal prenda Zedequias. Zedequias pede abrigo nas casas do bairro mas é capturado a tempo pelo general Hannibal. Naamã comemora a vitória contra Israel e diz à Samira que não lembra de ter visto Miguel na guerra. Samira fica triste. Sidônio diz que amava Joana e Adad contém o riso. Jezabel expulsa Aisha e sua filha do palácio. Getúlia encontra Hannibal e Anaid aos beijos no aposento do templo. Getúlia diz a Hannibal que Jezabel está a sua procura. Hannibal pede à Getúlia que não conte a rainha o que viu.

Capítulo 74
Getúlia pede muito ouro pelo seu silêncio. Jezabel diz a Hannibal que pretende se livrar de Queila e conta seu plano. Josafá dá os pêsames a Acazias e Jorão fica pasmo com o cinismo de Acazias. Acazias diz que não queria herdar o trono dessa forma. Hannibal agradece Baruch por ter salvo sua vida na guerra. Hannibal conta a Barzilai o novo plano de Jezabel para matar Queila. Anaid sugere que Hannibal mate Getúlia para que ela não conte seu caso com ele. Barzilai conta o plano de Jezabel de matá-la. Queila fica angustiada. Jezabel retorna do sepultamento de Acabe com Jorão e Acazias. Acazias pede que tragam o profeta Micaías para ungi-lo o novo rei, mas Obadias tenta convece-lo de um outro profeta para unção. Uriel vai até a casa de Micaías e diz que Acazias mandou chamá-lo. Getúlia conta à Jezabel a traição de Hannibal e ela fica decepcionada. Micaías se nega a ungir Acazias como rei. Hannibal coloca veneno na bebida que vai oferecer à Getúlia. Nos aposentos do general Hannibal, ele diz à Getulia que está com o ouro que roubou do templo e que os dois merecem brindar. Getúlia não acredita nas palavras do general e pede para que troque as taças de vinho e beba a dela.

Capítulo 75
Getúlia pede que Hannibal beba o vinho que ele lhe serviu. Ele troca as canecas, satisfeito. Getúlia passa mal e cai, envenenada. Baruch ouve que é filho de Hannibal e fica chocado. Antes de morrer, Getúlia diz que sua chantagem foi ideia de Jezabel. Baruch fica com raiva de Hannibal quando Queila lhe revela o passado. Micaías teme o reinado de Acazias e tenta acalmar David, que promete se rebelar. Acazias retoma o plano de buscar e matar Elias. Elias e Eliseu conversam entre oliveiras. Sidônio é orientado a dar fim ao corpo de Getúlia. Baruch chama Hannibal de pai. Jezabel desconfia de que Hannibal matou Getúlia. Baruch sugere, com apoio de Barzilai, que Hannibal conte que é seu pai a Jezabel. Baruch diz à Queila que a mudança de Samaria já está armada. Anaid oferta a Hannibal que fujam, mas ele recusa. Adad humilha Joana. Raquel e Micaías se preocupam com David e cogitam deixar Samaria. Em briga com Zara, Naamã se recusa a libertar Samira. Hannibal manda Adad matar Queila, Barzilai e Baruch. Sidônio reencontra Joana. Jezabel questiona Hannibal sobre sumiço de Getúlia.

Capítulo 76
Jezabel debocha de Hannibal e insinua uma ameaça de morte. Joana e Sidônio conversam com Temima sobre o passado; o soldado sai enfurecido para acertar as contas com Anaid e, após embate, mata-a com uma adaga. Hannibal acorda de um pesadelo, e Jezabel é perversa. Cadmo fica chocado ao encontrar o corpo de Anaid. Adad combina o assassinato da família de Barzilai com soldados. Obadias fica surpreso ao se deparar com Joana. Inlá e Rebeca revelam a Micaías que também pretendem se mudar para Judá. Jamal e Hazael confabulam uma nova guerra a Israel com Naamã. Cadmo anuncia a morte de Anaid a Acazias e Jezabel, que fica satisfeita. A Barzilai, Thiago e Matheus desabafam cansaço e desejo de deixar o exército para viver em Judá. O general autoriza a saída dos soldados. Obadias promove o encontro de Joana com a família e sente falta de Samira. Eliseu e Elias conversam. Acazias ordena que Hannibal descubra o responsável pela morte de Anaid, e Jezabel acusa o amante. Adad e soldados se aproximam da casa de Barzilai. Jezabel diz ao filho que Hannibal matou Anaid a seu mando. Sidônio reage mal quando Temima sugere que ele deixe Joana livre. As luzes da casa de Barzilai se apagam, e os soldados se preparam para agir.

Capítulo 77
Barzilai rememora momentos difíceis de sua trajetória no exército, com ênfase ao extermínio de profetas a mando de Jezabel. Hannibal confronta Jezabel, que volta a afirmar que ele é o assassino de Anaid e Getúlia. Milena encoraja Joana a se reerguer. Hannibal nega à Jezabel que matou Anaid e ouve dela que só continuará vivo enquanto tiver utilidade. O soldado, então, a ameaça. Soldados entram na casa de Barzilai, mas fazem barulho e acordam o general. Adad e Barzilai se enfrentam, Baruch se junta ao pai e Queila entrega uma espada ao parceiro, facilitando um tenso combate. Sidônio, enfurecido, invade a casa de Obadias e diz que vai levar Joana. Adad é acuado e revela que seu mandante é Hannibal, para espanto da família de Queila. Sidônio fica abalado e amaldiçoa Joana após ela dizer que vai deixá-lo. Miguel incentiva Thiago a investir no amor de Joana. Barzilai leva Adad rendido a Acazias e gera comoção no palácio. Hannibal confronta Barzilai.

Capítulo 78
Baruch e Hannibal discutem. Acazias fica chocado com a revelação que Barzilai lhe faz, sobre a encomenda de sua morte. Hannibal diz que agiu a mando da rainha. Jezabel confirma a versão de Hannibal, e Acazias decreta a morte imediata de Barzilai e Baruch; os sentenciados reagem, e todos se enfrentam com espadas. Saulo dá a vida por Barzilai. O general desarma Acazias e Hannibal, vencendo o embate. Obadias, Isaac e Jorão encontram Acazias, Hannibal, Adad, Uriel e Jezabel amarrados. A rainha dá nova ordem para que matem Barzilai e Baruch, que escaparam e buscam Queila para fuga. Começa a caçada por Barzilai. Hannibal encontra o oponente e o surpreende ao permitir que deixe Samaria. Thiago se declara à Joana. Há passagem de tempo. Hannibal informa à Jezabel que o rei Mesa, da região de Moabe, pretende atacar Samaria. Jorão é designado a viajar a Moabe para tentar um arriscado acordo verbal. Acazias agoniza após cair de uma sacada do palácio, e Jezabel sofre. Elias recebe um chamado celestial e diz a Uriel que Acazias não sobreviverá. Jezabel ordena que entreguem Elias a ela, para que o mate com suas próprias mãos. Acazias agoniza no leito. Jezabel diz a Hannibal que o livrará da morte se lhe entregar Elias. A rainha acorda de um delírio e recebe uma carta de Queila. Nela, a verdade sobre a morte de Hailama e a paternidade de Baruch é revelada, para seu sofrimento e ira. Hannibal encontra Elias, que conclama ao céu que lance fogo contra os inimigos. As nuvens se movimentam e transformam Hannibal e seus soldados em cinzas. Jezabel, Uriel e Adad se preocupam com a demora da comitiva, e a rainha manda Adad e cinquenta homens ao encontro do general. As chances de Acazias sobreviver diminuem. O pelotão de Adad para sobre as cinzas de Hannibal, sem ciência do que há no solo, e intima Elias. O profeta faz novo apelo ao céu, que com mais fogo transforma o grupo em cinzas. Uriel conta a Acazias que perto de Elias há apenas cinzas.

Capítulo 79
O rei manda Sidônio e mais cinquenta homens buscarem o profeta. Jezabel fica arrasada e desmaia ao saber da morte de Hannibal. Sidônio pede clemência a Elias, que segue com ele ao palácio, por recomendação celeste. O profeta diz a Acazias que ele morrerá, e o rei ordena sua morte. Sidônio hesita diante da ordem para que mate Elias e se ajoelha diante do profeta. Acazias se revolta ao ver o profeta ir embora ileso e, após forte dor, morre. Jezabel fica inconsolável. Obadias diz que a rainha ordenou que todos partissem para Jezreel. Jorão assume o trono e comemora a notícia de que Elias segue em direção ao Jordão, longe dali. O profeta abre as águas do rio para que ele e Eliseu passem à outra margem. Elias é levado ao céu por uma carruagem de fogo. Eliseu fica atônito com o que vê, pega o manto de Elias e, carregado de seu espírito, abre um novo corredor no rio para voltar aos seus discípulos. Doze anos se passam, e uma nova guerra contra a Síria deixa Jorão ferido. Jezabel é informada da derrota de Israel e diz ser culpa da fraqueza do filho. Naamã, muito doente, considera procurar Eliseu para tentar se curar. A mando de Eliseu, Geazi unge Jeú rei de Israel. Acazias de Judá, rei de Judá e filho de Atália, visita Jorão. Dias depois, Naamã recebe, por meio de Geazi, recomendações de Eliseu para recobrar sua saúde; contrariado, cede às orientações do profeta e se emociona com o milagre da cura. Naamã se converte diante de Eliseu. Miguel, Thiago e Matheus confrontam Naamã.

Capítulo 80
Sinopse não disponível.


Deixe sua opinião



Leia também

Novelas

Por onde anda Cecília Dassi, a Sandrinha de Por Amor

A garotinha Sandrinha conquistou o Brasil na primeira exibição de Por Amor, exibida entre 1997 e 1998 pela Rede Globo. Cecília Dassi, tinha apenas sete anos quando interpretou a personagem. Depois disso, ainda atuou em diversos papeis na Rede Globo, mas abandou a carreira na televisão